Saúde e DDHH
05/09/2017
Nota do Sepe sobre a determinação da Seeduc de que algumas escolas abram nessa sexta-feira (08)


A Secretaria de Estado de Educação-RJ suspendeu, novamente, o ponto facultativo dessa sexta-feira, dia 08/09, nas unidades escolares que ainda têm, segundo a Seeduc, que fazer a recomposição de aulas para o cumprimento dos 200 dias letivos este ano.

Estão nessa situação, segundo circular da Seeduc:

- Escolas da rede estadual que realizaram a greve ano passado;

- Escolas que fizeram as paralisações em 2017;

- Escolas que foram fechadas por outros motivos - inclusive por causa de conflitos armados em sua proximidade.

O Sepe repudia essa determinação da Seeduc. Trata-se de uma perseguição aos profissionais que realizaram a greve em 2016 e as paralisações em 2017 – paralisações estas que a Seeduc sequer aceitou negociar a devolução dos descontos nas mesas com o Sepe.

Ainda em relação às paralisações de 2017, o Sepe reivindica a aplicação do código nº 61, bem como a devolução dos descontos efetuados. O sindicato, dessa forma, esclarece que só debaterá a reposição dessas paralisações após a devolução dos descontos.

Em relação às escolas que tiveram que fechar por causa da violência, essa reposição tem que ser discutida com a comunidade escolar e não imposta pelo governo, pois se trata de um problema complexo e que, infelizmente, dependendo da região, vem se repetindo quase que diariamente.

Nesse caso, como simplesmente impor uma reposição aos profissionais sem planejamento pedagógico, como se esta fosse uma punição? Lembrando que os profissionais nessa situação, em muitos casos, estavam dentro da escola, apoiando os alunos, em uma situação de extrema insegurança.

Esse tipo de medida só cria problemas desnecessários para toda a Comunidade Escolar e não vai garantir um dia letivo de qualidade.

A Seeduc, antes de impor medidas arbitrárias nas escolas das áreas conflagradas, deveria visitá-las e ouvir a comunidade escolar.

Orientamos os professores e funcionários dessas escolas que irão abrir na sexta-feira, dia 8, que se organizem e discutam a situação com as direções.

A medida fere a isonomia entre os profissionais, já que a grande maioria terá o ponto facultativo. 

Também pedimos que os profissionais enviem ao Sepe os nomes das escolas que trabalharem, pois levaremos nosso protesto à Seeduc.

Nenhum direito a menos!

Diretoria do Sepe



 


Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação do RJ
Endereço: Rua Evaristo da Veiga, 55 - 8º andar - Centro - Rio de Janeiro/RJ
Telefone: (21) 2195-0450