Saúde e DDHH
06/11/2017
Nota de repúdio à criminalização e perseguição contra a Federação Anarquista Gaúcha (FAG)
Nós, lutadores e lutadoras, servidores públicos da educação estadual, que sempre estivemos na resistência e nas trincheiras em que se encontram trabalhadores e trabalhadoras do Rio de Janeiro, repudiamos a criminalização do protesto e a perseguição dirigida aos companheiros e companheiras da organização política Federação Anarquista Gaúcha (FAG), no RS.
 
Esta organizacão política, que tem mais de duas décadas de atuação, desde 2009 teve por quatro vezes operações policiais dirigidas contra ela, buscando criminalizá-la. A mais recente ocorreu no último dia 25 de outubro, quando foram feitas diligências com a apreensão de livros e objetos.
 
Somos educadores e educadoras que não aceitarão e nem recuarão em relação a nenhum direito retirado, entre eles, o direito de se organizar e de protestar.
 
Para o Sepe resistir à precarização dos serviços públicos, lutar pela ampliação e defesa dos direitos de todos e todas, contra a criminalização do protesto e a farsa que a elite brasileira tenta promover ao manter seus privilégios e sua mídia caçando nossos lutadores e lutadoras é, sobretudo, um ato pedagógico e político.
 
Rodear de solidariedade os e as que lutam! Contra a criminalização do protesto! O Sepe somos, nossa força e nossa voz!
Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação do RJ
Endereço: Rua Evaristo da Veiga, 55 - 8º andar - Centro - Rio de Janeiro/RJ
Telefone: (21) 2195-0450