Saúde e DDHH
01/12/2017
Nota do Sepe sobre a greve geral do dia 5 de dezembro

O Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação (Sepe), assim como muitas outras entidades, foi surpreendido com o comunicado feito por algumas centrais desmarcando a Greve Geral sem nenhuma consulta às bases.

Para nós, trata-se de um erro histórico. Numa conjuntura que o presidente tem menos de 3% de aceitação, que o Congresso está comprovadamente envolvido em escândalos de corrupção, desmoralizados perante a população, é papel das direções impulsionar as lutas, organizar comitês de mobilização em escolas, fábricas, bairros e construir uma grande Greve Geral para derrotar Temer e seus ataques. Não temos dúvida de que todos os esforços do governo serão feitos para aprovar a Reforma da Previdência.

Durante nossos 40 anos de luta construímos muitas greves e sabemos que foi nas ruas que derrotamos ataques e conquistamos vitórias.

Por isso o SEPE informa que a deliberação de paralisação de 24 horas, na terça, dia 5/12, da Rede Estadual e Municipal está mantida. Acreditamos na nossa luta e seguiremos construindo a Greve Geral, necessária para derrotar a Reforma da Previdência e a retirada de direitos.

O ANDES, a CNTE, FASUBRA, CSP-CONLUTAS, INTERSINDICAL, CTB estão mantendo a convocação do dia 5 de dezembro.

O SEPE convoca estas entidades e todas e todos para uma Plenária pela unidade e construção do dia 5.

A plenária ocorrerá na segunda-feira, dia 4/12, às 18h, na sede do SEPE (Plenária de construção da Greve Geral).

5/ 12: ato às 11h na Prefeitura do Rio de Janeiro e às 16h, na Candelária.

Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação do RJ
Endereço: Rua Evaristo da Veiga, 55 - 8º andar - Centro - Rio de Janeiro/RJ
Telefone: (21) 2195-0450