Saúde e DDHH
15/04/2011
Nota: Reivindicação do Sepe a vereadores fez SME abonar ponto nas escolas municipais no dia 8 de abril


Na sexta-feira passada (dia 8 de abril), após um ato de protesto e luto contra a violência que atingiu a Escola Municipal Tasso da Silveira, em Realengo, que resultou na morte de 12 alunos da unidade, uma comissão do Sepe visitou parlamentares na Câmara dos Vereadores e solicitou que eles intercedessem junto à SME para que esta abonasse o ponto neste dia. Neste dia 8 inclusive o Sepe convocou uma paralisação de 24 horas em solidariedade às vítimas e em protesto contra a falta de segurança nas escolas.

O sindicato mostrou para os vereadores toda a nossa  preocupação com a repercussão do caso e com as compreensíveis reações emocionais de profissionais e o conjunto da comunidade escolar, motivadas pela barbaridade do atentado. Lembramos também que o temor nas escolas era uma questão real, causada pela crônica falta de estrutura da rede municipal em termos de recursos humanos (funcionários de portaria, inspetores de alunos, entre outros).

Por este motivo, mostramos aos parlamentares que o abono de ponto para os profissionais que pararam suas atividades e participaram do ato  de protesto neste dia ou não foram trabalhar por causa do abalo com a violência cometida contra nossos alunos era um fator relevante e uma prova de sensibilidade da parte da SME.

Neste mesmo dia, à noite, houve uma reunião com o prefeito e a bancada governista, na qual foram apresentados a solicitação do sindicato e os motivos do pedido. No dia 13 de abril, o prefeito ligou para a secretária Cláudia Costin e determinou que ela abonasse o ponto dos profissionais. Ainda no dia 13 de abril, o prefeito, em reunião com os profissionais da EM Tasso da Silveira, já havia confirmado que daria o abono do ponto nos dias 7 e 8 de abril.

Portanto, a iniciativa para que o governo municipal concedesse o abono de ponto para a rede municipal foi toda tomada pelo Sepe, que contou para isto, com o auxílio de vários parlamentares, que se sensibilizaram com a nossa reivindicação e pressionaram a prefeitura e a SME a abonar o ponto da categoria.



 



 

Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação do RJ
Endereço: Rua Evaristo da Veiga, 55 - 8º andar - Centro - Rio de Janeiro/RJ
Telefone: (21) 2195-0450