Saúde e DDHH
23/05/2018
Servidores da Educação de Casimiro de Abreu fecham BR-101 para pedir reajuste salarial

DO SITE JORNAL DE SÁBADO (REGIÃO DOS LAGOS):

Um protesto de servidores da Educação de Casimiro de Abreu, no interior do Rio, fechou a BR-101 totalmente por 40 minutos na manhã desta quarta-feira (23). O ato afetou as duas pistas na altura do Km 206 e fez parte de uma paralisação de 24 horas da categoria, que cobra melhores condições de trabalho e reajustes salariais.

Os servidores seguiram em passeata para a Prefeitura para tentar contato com representantes da Educação.

Os servidores fizeram outra paralisação de 24 horas no dia 16 de maio, com as mesmas reivindicações. Eles chegaram a se reunir com representantes da Prefeitura para discutir a situação.

Os agentes e auxiliares de creche pedem redução de carga horária semanal, de 40 para 25 horas, e reposição salarial de 30%. Eles, junto com as merendeiras, dizem receber R$ 771 por mês e reivindicam vencimento líquido mensal no valor do salário mínimo, de R$ 954 atualmente.

Já os professores reivindicam um piso salarial de R$ 2.500, além de vale-refeição, vale-transporte e atualização do plano de cargos e carreiras.

Segundo o Sepe, a adesão ao movimento é de 80% dos funcionários da pasta.

Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação do RJ
Endereço: Rua Evaristo da Veiga, 55 - 8º andar - Centro - Rio de Janeiro/RJ
Telefone: (21) 2195-0450