Saúde e DDHH
25/05/2018
Nota do Sepe sobre a situação das escolas nesta greve de caminhoneiros
Algumas direções de escolas estão assediando profissionais de educação, exigindo que compareçam às unidades, mesmo com a crise do transporte causada por conta da greve dos caminhoneiros.
 
Essa situação é particularmente sentida na Zona Oeste da capital, Baixada Fluminense e no Interior, regiões que já têm um sistema de transporte ruim, independentemente da greve.
 
O Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação está atento a direções autoritárias que forem insensíveis ao momento e orienta a categoria a relatar ao sindicato qualquer situação de assédio.
 
Além disso, considerando que por estas razões muitos profissionais e estudantes não conseguirão chegar às escolas e quem, por ventura, chegar não tem garantia do retorno, o Sepe reivindica que a SEEDUC e as SMEs suspendam as aulas no dia de hoje e abonem o ponto dos profissionais, evitando assim qualquer prejuízo na sua vida funcional.
Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação do RJ
Endereço: Rua Evaristo da Veiga, 55 - 8º andar - Centro - Rio de Janeiro/RJ
Telefone: (21) 2195-0450