Saúde e DDHH
10/09/2018
Escolas municipais em Nova Iguaçu ficam sem funcionários para limpeza

O Sepe Nova Iguaçu acompanhou a situação das escoals da rede municipal que, durante toda a semana passada, tiveram que funcionar com horário reduzido por causa da falta de funcionários de limpeza. O problema ocorreu por que o contrao com a firma terceirizada de limpeza foi interrompido no dia 31 de agosto e, até agora, a licitação para contratação de nova empresa ou continuidade da anterior se encontra em andamento, o que mostra bem a falta de planejamento do executivo municipal. Na semana passada, para conseguir que as escolas funcionassem de maneira precária, as próprias equipes pedagólgicas nas unidades tiveram que realizar a manutenção da limpeza. Mas os profissionais reclamam que a situação é insustentável, já que a licitação iniciada no dia 04/9 foi interrompida e será retomada nodia 11/9 e ainda terá pela frente o prazo para os recursos.

Mesmo em meio a esta situação, a Secretaria Municipal de Educação está convocando os profissionais para que retomem as atividades em horário normal. Sem levar em conta a impossibilidade de profissionais e alunos desempenharem suas atividades em meio ao ambiente insalubre das unidades sem limpeza há uma semana, a Secretaria também está convocando os funcionários da empresa JB, que teve o contrato vencido, para o estabelecimento de uma "parceria" sem a garantia de qualquer direito trabalhista.

Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação do RJ
Endereço: Rua Evaristo da Veiga, 55 - 8º andar - Centro - Rio de Janeiro/RJ
Telefone: (21) 2195-0450