Saúde e DDHH
16/04/2019
Redes da Educação que vão parar dia 24 de abril contra a reforma da previdência

A rede estadual e diversas redes municipais do Rio de Janeiro aderiram à paralisação nacional da educação dia 24 de abril contra a reforma da previdência, convocada pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE). A paralisação será de 24 horas e tem como objetivo a preparação para a greve geral dos trabalhadores contra a reforma e contra os ataques desse governo aos nossos direitos.

No mesmo dia 24 haverá uma assembleia unificada de todas as redes da educação pública às 16h, na Praça XV; e de lá a categoria se unirá ao ato geral na capital.

O governo tenta aprovar na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados em Brasília a admissibilidade e um cronograma para discutir e votar a proposta de reforma contida na Proposta de Emenda Constitucional 06 (PEC 06), mas vem tendo muitas dificuldades por causa da obstrução dos deputados da oposição e do temor dos deputados da situação com a reação da população, cuja maioria, conforme pesquisas Data Folha e Vox aferiram recentemente, é contrária à PEC 06.

A seguir, veja as redes que já aderiram à paralisação no dia 24 de abril - As demais redes municipais devem ficar atentas às assembleias locais que decidirão sobre a participação:

Rede estadual

Rede municipal RJ

Volta Redonda

Cabo Frio

Tanguá

Niterói

Mesquita

Cachoeiras de Macacu

Itaboraí

Mendes

Nova Iguaçu

Nova Friburgo

Miguel Pereira

Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação do RJ
Endereço: Rua Evaristo da Veiga, 55 - 8º andar - Centro - Rio de Janeiro/RJ
Telefone: (21) 2195-0450