Saúde e DDHH
31/05/2019
Manifestações do 30 de maio lotaram Centro do Rio e capitais e cidades do país inteiro

As manifestações do dia 30 de maio foram prova da força da mobilização de estudantes, profissionais de educação dos mais variados segmentos (universidades federais, estaduais, instituições federais de ensino) e dos trabalhadores em geral, que deram apoio à luta da educação contra os cortes de verbas do setor e contra a reforma da Previdência em trâmite no Congresso.

O dia de luta reuniu centenas de milhares de pessoas em mais de 120 capitais e cidades espalhadads pelo país inteiro. Desde o início da manhã, atos e atividades organizadas pelos manifestantes encheram as ruas para mostrar que os trablhadores não irão aceitar a destruição das aposentadorias e do sistema público educacional.

As atividades do dia 30 de maio também serviram para aquecer a mobilização nacional em torno da greve geral, marcada para o dia 14 de junho e que envolverá os trabalhadores de todas as centrais sindicais e entidades do movimento civil organizado, além de estudantes, contra a reforma da Previdência de Bolsonaro e a sua política econômica de terra arrasada no tocante aos direitos civis, trabalhistas e do patrimônio público nacional. 

As redes estadual e  municipal do Rio, além de outras redes do interior do estado já deliberaram ou irão deliberar pela participação ativa dos profissionais de educação das escolas públicas do Rio de Janeiro na greve geral do dia 14 de junho e nas atividades organizadas para este dia nacional de greve contra a reforma da Previdêncial.

Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação do RJ
Endereço: Rua Evaristo da Veiga, 55 - 8º andar - Centro - Rio de Janeiro/RJ
Telefone: (21) 2195-0450