Saúde e DDHH
30/09/2019
Rede municipal de Niterói fará greve de 48 horas nos dias 02 e 03 de outubro
A mobilização da categoria se deve à intransigência do Governo Municipal de Rodrigo Neves e também em adesão à greve nacional da educação convocada pela União Nacional dos Estudantes, Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (ANDES-SN) e sindicatos dos servidores da educação federal (FASUBRA-Sindical e SINASEFE).
 
Localmente, em Niterói, lutamos para que o Governo de Rodrigo Neves, Bruno Ribeiro e Flávia Monteiro estabeleça processo de negociações e atenda as reivindicações urgentes da Educação de Niterói: pela anistia de greves e paralisações (lutar é direito), pela migração de Professores I (da Educação Infantil e da Educação Inclusiva em tempo integral) para o regime de PI 40h (superando a exploração das Duplas Regências), correção do erro salarial de Professores I de Nível Médio, pela volta do direito de enquadramento por titulação durante o estágio probatório, pelo cumprimento do direito de 1/3 de planejamento, pela indenização aos aposentados pelos Adicionais Transitórios, pela mudança de nomenclatura de Merendeiras para Cozinheiras, pelo adicional de periculosidade para os Auxiliares de Portaria, pelo cumprimento dos acordos da greve de 2018, por políticas de combate ao assédio moral, contra os sábados letivos abusivos, pela reestruturação do IBASM, por mais chamadas de concursados, contra o fechamento da EJA, por melhores condições de trabalho nas escolas e UMEI's, por bibliotecas escolares em todas as Unidades e Bibliotecas Populares em todos os bairros e regiões.
 
E, nacionalmente, estamos ao lado dos educadores e estudantes contra os cortes de verbas na educação, contra os cortes de bolsas do CNPQ e CAPES, em defesa da ciência e tecnologia nacionais, contra a Reforma da Previdência.
Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação do RJ
Endereço: Rua Evaristo da Veiga, 55 - 8º andar - Centro - Rio de Janeiro/RJ
Telefone: (21) 2195-0450