Saúde e DDHH
07/02/2020
Servidores municipais de Seropédica entraram em estado de greve
Em assembleia deliberativa realizada no dia 05 de fevereiro, os servidores municipais de Seropédica decidiram aprovar o "estado de greve", com indicativo de greve geral para o dia 18 de março.
 
Tais medidas se devem ao descumprimento dos direitos dos servidores municipais e, agora, pelos ataques orquestrados pelo governo contra o funcionalismo.
 
Após 4 anos sem reajuste, com servidores ganhando menos que o salário mínimo e com o descumprimento do Plano de Carreira, a Prefeitura, juntamente com o Seroprevi, preparou um Projeto de Lei para encaminhar a Câmara Municipal, visando aumentar a contribuição previdenciária de 11% pra 14%. O governo quer jogar a conta para o bolso do servidor. Não podemos aceitar isso!
 
Junto disso, está sendo finalizado na prefeitura um projeto de lei para alterar o Regime Jurídico Único dos Servidores Públicos de Seropedica, nos moldes da Reforma Administrativa proposta pelo governo federal. Não se tem conhecimento exato das alterações que estão previstas nesse projeto de lei, porém, como não houve por parte do executivo municipal nenhum debate com os servidores sobre aquilo que remete a vida funcional de cada um, poderemos ver sendo propostas medidas como o fim do quinquênio, da progressão, da licença prêmio, e de tantos outros direitos que temos. Estaremos de olho e contamos com os vereadores para abertura do debate quando esse projeto de lei chegar a Câmara. Não admitiremos retrocessos!
 
Queremos avanços, e não vamos aceitar perda de direitos. A hora de lutar novamente se aproxima. A categoria unida, jamais será vencida. Veja os nossos eixos de luta:
 
Não ao desconto de 14%;
 
Não ao fim do quinquênio;
 
Não ao fim da licença prêmio;
 
Não ao fim da progressão;
 
Não ao fim da estabilidade.
Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação do RJ
Endereço: Rua Evaristo da Veiga, 55 - 8º andar - Centro - Rio de Janeiro/RJ
Telefone: (21) 2195-0450