Página Inicial História Estrutura Jurídico Sindicalização Estatuto
Ouvidoria EAD
Saúde e DDHH
Fale com o Sepe
10/11/2020
PROFISSIONAIS DAS ESCOLAS MUNICIPAIS RJ DECIDEM A FAVOR DA GREVE PELA VIDA E CONTRA O RETORNO PRESENCIAL ÀS ESCOLAS

Em assembleia virtual realizada nesta terça-feira (10 de novembro), os profissionais das escolas municipais do Rio de Janeiro, por ampla maioria, decidiram manter a Greve em defesa da Vida e contra o retorno às atividades escolares presenciais, anunciado pela prefeitura e pela Secretaria Municipal de Educação para esta quarta-feira (dia 11 de novembro). A categoria também decidiu pela manutenção do ensino remoto que vem sendo aplicado aos estudantes.

A categoria fará nova assembleia da na segunda-feira, dia 16, às 14h. Já na quinta-feira (12 de novembro), o Sepe RJ realizará uma Plenária Virtual Comunitária, que contará com a participação de profissionais de educação da rede municipal, responsáveis e demais integrantes das comunidades escolares da rede municipal do Rio, a partir das 18h.

A plenária virtual dessa terça que decidiu pela manutenção da greve contou com a participação de 883 profissionais da rede municipal, que votaram da seguinte maneira (gráfico ao lado):

1 - 647 profissionais (73%) votaram sim para a greve em defesa da saúde, da vida e contra o retorno às atividades escolares presenciais. Por essa votação, entram em greve os profissionais da educação convocados para as atividades presenciais, mas com a manutenção das atividades online e de home office.

2 – 167 (19%) votaram sim para a greve em defesa da saúde e da vida contra o retorno às atividades escolares presenciais. Por essa votação, os profissionais da educação entram em greve e também suspendem todas as atividades online e de home Office.

3 – 19 (2%) votaram a favor da suspensão da greve.

4 – 50 (6%) se abstiveram de votar em qualquer das propostas.

Com isso, a categoria decidiu, por 73% dos votos manter a Greve Pela Vida, abrangendo todos os profissionais da rede (professores e funcionários administrativos) e todas as atividades presenciais, SEM A PARALISAÇÃO DO ENSINO REMOTO PARA OS ALUNOS, com o objetivo da manutenção de vínculo com os estudantes. 

Ainda hoje (dia 10 de novembro), o Sepe RJ entrou na Justiça para barrar o retorno dos professores e funcionários às escolas para preservar a vida dos profissionais, alunos, responsáveis e demais integrantes das comunidades escolares e da população em geral. A justificativa do sindicato para o ingresso na Justiça é a necessidade da manutenção das medidas de isolamento social, única maneira eficaz preceituada pela comunidade científica de impedir a disseminação do coronavírus e da pandemia na cidade do Rio de Janeiro.

Sobre a Plenária Comunitária dessa quinta (12), esta tem o objetivo de discutir com todas a comunidade escolar os problemas enfrentados nas escolas ao longo do ano de 2020, marcado pela pandemia e pela ausência de políticas públicas voltadas para o setor educacional visando o oferecimento de uma educação pública de qualidade neste momento em que a disseminação do coronavírus continua oferecendo riscos à saúde da população carioca - saiba como participar da plenária.

SEPE RJ – SINDICATO ESTADUAL DOS PROFISSIONAIS DE EDUCAÇÃO DO RIO DE JANEIRO

Leia o relato sobre a audiência do Sepe com a SME RJ na segunda (09).

Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação do RJ
Endereço: Rua Evaristo da Veiga, 55 - 8º andar - Centro - Rio de Janeiro/RJ
Telefone: (21) 2195-0450