Página Inicial História Estrutura Jurídico Filiação on-line Estatuto
Ouvidoria EAD
Saúde e DDHH
Fale com o Sepe
29/01/2021
EDUCAÇÃO ESTADUAL RJ DEFLAGRA A GREVE PELA VIDA CONTRA RETORNO ÀS ATIVIDADES PRESENCIAIS E PELA VACINA EM 2021

Em assembleia e votação on-line convocadas pelo Sepe e realizadas nessa sexta-feira (29/01), a maioria dos profissionais da educação da rede pública estadual RJ decidiu pela deflagração da Greve pela Vida, mantendo o trabalho virtual, contra a volta às atividades presenciais nas escolas e em defesa da vacinação de toda a categoria contra a covid.

Assim, em uma primeira votação, 89% dos profissionais aprovaram a greve, com a manutenção do ensino remoto, na pandemia (foto ao lado); em uma segunda votação, 80% aprovaram a defesa da inclusão dos profissionais de educação no primeiro grupo prioritário da campanha de vacinação contra a covid.

Dessa forma, segundo a deliberação da assembleia, os profissionais que forem convocados para as atividades presenciais já agora em fevereiro não devem comparecer às suas unidades, seguindo a Greve Pela Vida.

Com isto, os professores e funcionários das escolas estaduais mantiveram a posição contrária à volta do trabalho presencial nas unidades escolares como forma de resguardar a saúde da categoria, dos alunos e da população em geral.

Também foi aprovado, em uma terceira votação, que o Sepe apresente ao governo as propostas que a categoria vem discutindo desde o ano passado com a comunidade escolar sobre as alternativas pedagógicas emergenciais para o enfrentamento às limitações advindas com a pandemia. Junto disso, a categoria aprovou a defesa de que as unidades escolares tenham autonomia para debater e decidir qual opção pedagógica é mais adequada.

Se inscreveram para participar da assembleia dessa sexta-feira 495 profissionais.

Registrando que a assembleia aprovou, por unanimidade, que o Sepe reivindique que o governo estadual garanta o fornecimento de cartões alimentação para os alunos matriculados e equipamentos tipo “tablets” ou ssemelhados; uma plataforma virtual pública; bem como pacotes gratuitos de dados para que os profissionais e alunos possam desenvolver, emergencialmente, as atividades virtuais nesta pandemia.

A próxima assembleia on-line da rede será dia 11/02, às 16h, com a votação iniciando-se às 19h.

Veja como votou a categoria na plataforma on-line posta à disposição do Sepe para os profissionais inscritos:

Votação 1: A assembleia da Rede Estadual decide a deflagração da Greve pela Vida e Vacinação dos Profissionais de Educação contra o retorno do Trabalho Escolar Presencial de quem for convocado, mas com a manutenção do Trabalho Virtual?

SIM: 256 (88,6%)

NÃO: 21

ABSTENÇÃO: 12

Veja a imagem com a votação.

Votação 2: A Assembleia da Rede aprova a defesa da inclusão dos Profissionais de Educação no primeiro grupo prioritário da campanha de vacinação?

SIM: 230 (79,6%)

NÃO: 46

ABSTENÇÃO: 13

Veja a imagem com a votação.

Votação 3: A Assembleia da Rede estadual aprova que o Sepe apresente para o governo as propostas de alternativas pedagógicas emergenciais que esta categoria está debatendo e reivindique que as unidades escolares tenham autonomia para debater e decidir na sua comunidade escolar qual opção pedagógica é mais adequada entre essas propostas e outras que venham de Profissionais, Alunos e Responsáveis, garantindo a autonomia pedagógica?

SIM: 257 (88,9%)

NÃO: 18

ABSTENÇÃO: 14

Veja a imagem com a votação.

ORIENTAÇÕES À CATEGORIA

1) Como funciona a greve pela vida?

Trata-se da não ida ao trabalho presencial na escola;

2) Eu devo paralisar o ensino remoto também?

Não. A deliberação da assembleia fala em paralisação das atividades presenciais, apenas. Lembrando que a posição do SEPE aprovada em seu conselho deliberativo entende que as atividades remotas não podem ser obrigatórias e tem apenas caráter complementar, visto que é incapaz de atender a todos os estudantes;

3) Por que eu devo fazer a greve?

A greve é um instrumento dos trabalhadores e trabalhadoras para conquista ou defesa de direitos frente aos ataques dos governos e patrões. A reabertura das escolas ainda significa risco de contágio pelo Coronavírus. Para além de um direito individual à saúde e à vida, aderir à greve é uma questão de coletividade, pois se expor ao risco de contágio é também expor outro: expor alunos, funcionários, familiares de todos e o conjunto da sociedade. Com isso, é papel do sindicato num momento como esse o de garantir o direito à vida de todos os seus representados e do conjunto da sociedade.

A situação das escolas é ainda pior quando todos sabemos que as décadas de descaso com a educação tem como consequência: estruturas físicas precárias das escolas, incapazes de em tão pouco tempo se adequarem as necessidades.

4) Como faço para participar da greve?

Caso você tenha sido convocado, comunique por e-mail à sua direção que está aderindo ao movimento de greve. Além disso, faça contato com a diretoria do Sepe RJ, mande e-mail ou ligue para o telefone do sindicato (nesse link tem os endereços dos núcleos e regionais do Sepe) para receber orientação. É muito importante que você receba esta orientação direta. Siga também, as redes sociais e o site do sindicato para estar atualizado. Procure, ainda, contato com outros profissionais convocados na sua escola para que possam criar comitês de greve e mobilização on-line.

5) Eu posso sofrer alguma punição fazendo greve?

A greve é um direito constitucional amparado pela Constituição de 1988. Dito isso, o SEPE estará em prontidão para defender o conjunto da categoria em qualquer direito que seja violado durante este processo.

6) Estou em estágio probatório. Eu posso fazer greve?

Sim, todos os trabalhadores do país podem fazer greve. Esta é uma conquista garantida pela constituição de 1988 para que possamos lutar pelos nossos direitos sem que haja sanções.

7) Quais os próximos passos?

Fique atento às nossas redes sociais; a próxima assembleia da rede será dia 11/02, às 16h – em breve disponibilizaremos o link de inscrição. 

Contatos do Sepe para tirar dúvidas:

FONES:

10h às 14h: (21)97588-9200
14h ás 18h: (21) 99943-2405

E-mails:
secretaria@seperj.org.br
juridico@seperj.org.br

Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação do RJ
Endereço: Rua Evaristo da Veiga, 55 - 8º andar - Centro - Rio de Janeiro/RJ
Telefone: (21) 2195-0450