Saúde e DDHH
30/08/2011
Prefeito de Niterói falta à audiência com o Sepe que ele mesmo marcou


O prefeito Jorge Roberto da Silveira (PDT) de Niterói faltou à audiência hoje (dia 30) com a direção do Sepe, agendada para a sede da prefeitura, às 17h. A audiência havia sido marcada por ele próprio. O Sepe foi avisado antes por uma funcionária da prefeitura de que o local da reunião havia sido mudado para a Fundação Municipal de Educação. Com isso, os profissionais de educação da rede municipal de Niterói, que estão em greve desde o dia 1º de agosto, ficaram de vigília na sede da prefeitura e na Fundação, mas Jorge Roberto não apareceu. Quem compareceu foi o secretário de Governo Michel Saad, que leu uma carta do prefeito, afirmando, em resumo, que ele (o prefeito) não iria receber os representantes da educação – a carta não foi entregue ao Sepe.

A falta do prefeito decepcionou a categoria, que esperava que o chefe do Executivo de Niterói finalmente iniciasse as negociações diretamente com o Sepe. Amanhã, a categoria realiza assembleia (dia 31), às 13h, no Auditório da Faculdade de Enfermagem da UFF (perto da APPAE, na Dr. Celestino, 74 – Centro), quando discutirá os rumos da greve.

Eis a pauta dos profissionais de educação de Niterói: reajuste de 16,3%; Plano de Carreira (15% entre os níveis); carga de 30 horas de trabalho para serventes e merendeiras e demais funcionários; e pagamento de triênios. Anteontem (8 de agosto), a juíza Beatriz Prestes Pantoja da 8ª Vara Cível da Comarca de Niterói deferiu uma liminar (Processo nº 1029528-71.2011.8.19.0002) que proíbe o desconto dos dias de greve nas escolas municipais de Niterói.


Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação do RJ
Endereço: Rua Evaristo da Veiga, 55 - 8º andar - Centro - Rio de Janeiro/RJ
Telefone: (21) 2195-0450