Saúde e DDHH
31/08/2011
Niterói decide continuar greve e faz ato contra descaso de prefeito e vereadores


Os profissionais de educação da rede municipal de Niterói decidiram hoje, em assembleia, continuar a greve, que começou dia 1º de agosto. Neste momento, cerca de 200 pessoas protestam namara de Vereadores contra o descaso do prefeito Jorge Roberto da Silveira (PDT), que ontem não recebeu o Sepe em audiência, que ele mesmo havia agendado. É um protesto também contra os próprios vereadores, que ignoraram os apelos da categoria para intervirem na situação. As professoras e funcionários das escolas de Niterói estão com mordaças no protesto namara, simbolizando o silêncio dos parlamentares e do próprio prefeito em relação à péssima situação da educação de Niterói.

Eis a pauta dos profissionais de educação de Niterói: reajuste de 16,3%; Plano de Carreira (15% entre os níveis); carga de 30 horas de trabalho para serventes e merendeiras e demais funcionários; e pagamento de triênios. Anteontem (8 de agosto), a juíza Beatriz Prestes Pantoja da 8ª Vara Cível da Comarca de Niterói deferiu uma liminar (Processo nº 1029528-71.2011.8.19.0002) que proíbe o desconto dos dias de greve nas escolas municipais de Niterói.


Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação do RJ
Endereço: Rua Evaristo da Veiga, 55 - 8º andar - Centro - Rio de Janeiro/RJ
Telefone: (21) 2195-0450