Agende seu Atendimento Virtual pelo Departamento Jurídico do Sepe nos fones: (21) 99992-4931 (9h às 11h); (21) 97133-7101 (13h às 15h); ou pelo email: juridico@seperj.org.br – segunda a sexta feira

O educador brasileiro Paulo Freire foi homeageado no sábado (dia 14) durante a realização de um evento em Nova Iorque destinado a comemorar os 50 anos da publicação  de Pedagogia do Oprimido, obra mais difundida de Freire no exterior. A homenagem aconteceu durante uma das sessoões do encontro anual da AERA, associação americana de pesquisadores em educação.

A homenagem acontece em um momentoi em que Paulo Freire, um dos educadores mais conhecidos em todo mundo pela relevância e repercussão do seu trabalho pedagógico em defesa dos mais desfavorecidos, tem recebido uma série de críticas como a do movimento Escolas Sem Partido que, entre outros ataques, acusam sua obra de levar à doutrinação em sala de aula. Simpatizantes deste movimento, que defende a censura e a mordaça para os profissionais de educação, chegarm a mobilizar seus seguidores e propuseram um projeto popular com mais de 20 mil assinaturas pedindo a retirada do título de Patrono da Educação, concedido a Freire por lei promulgada em 2002.

0

Aberto a todas as pessoas das comunidades relacionadas à luta e revalorização dos saberes ancestrais e dos povos indígenas, o II Congresso Intercultural de Resistência dos Povos Indígenas e Tradicionais doi Maraká'nà (COIREM) está previsto para ser realizado em julho de 2018, pede a colaboração coletiva para a sua realização. O COIREM é um encontro que visa buscar a constituição de um espaço de educação popular, de resistência intercultural construído autonomamente pelos e para os povos indígenas e originários. A invisibilidade destes povos, a negação de sua historicidade, o seu genocídio e a criminalização e execução de suas lideranças torna fundamental e urgente a criação destes espaço. 

O COIREM tem por objetivo principal estabelecer as diretrizes políticas, sociológicas, filosóficas, pedagógicas e artistico-culturais de implementação da Universidade Indígena e reconhecer e desenvolver propostas de fortalecimento da resistência de base comunitária e de luta pela terra pelos povos indígenas. Maiores informações podem ser acessadas pelo email coirem2018@zipmail.com.br. 

0

FONTE SEPE LAJE DE MURIAÉ:
 
O Núcleo do Sepe Laje de Muriaé se solidariza com o professor Robson Terra, que foi agredido por uma aluna dentro do CIEP estadual daquele município, na quinta-feira (12/04).
 
Por determinação de Robson, que também é diretor do colégio e integrante da diretoria do sindicato, no mesmo dia foi acionado o Conselho Tutelar e a família da aluna.
 
Ainda na quinta-feira, o diretor do Ciep registrou ocorrência na 138º DP por desacato e agressão.
 
Haverá reunião do Conselho Escolar do CIEP nesta segunda-feira (16/04), às 11h30, para tratar do caso da agressão.
 
Dessa forma, todas as medidas previstas regimentalmente estão sendo tomadas.
 
Acréscimo à nota (18/04): o Sepe Laje de Muriaé informa que na segunda-feira, dia 16/04, o Conselho Escolar e o grêmio estudantil do Ciep realizaram reuniões e deliberaram o apoio às medidas tomadas pelo diretor Robson Terra, tendo inclusive feito cartas de solidariedade. A aluna em questão foi transferida para outro colégio da rede.
0

Ainda sobre a questão da Ação Direta de Inconstitucionalidade contra a concessão de meia entrada para os professores da rede municipal do Rio, o Departamento Jurídico do Sepe protocolou na última sexta-feira (dia 13/4), após a publicação do acórdão, no dia 5 de abril, o pedido de ingresso na causa como amicus curiae (em anexo o protocolo), referente à concessão de meia entrada para os profissionais docentes da rede municipal do Rio.
 
 
Veja pelos links abaixo, a manifestação do Ministério Público.
 
 
A Câmara Municipal entrou dia 11/04/18 com Embargos Declaratórios (em anexo), alegando que alguns pontos restaram omissos pelo julgamento.
 
 
Veja pelos links abaixo os votos dos desembargadores Claudio de Mello Tavares e Nagib Slaibi sobre a questão:
 
 
 
 
Aguardaremos o julgamento aos Embargos da Câmara e a nosso pedido, para trazer o informe correspondente.
0

Veja pelo link abaixo, matéria sobre o que o Jurídico do Sepe está fazendo para solucionar a questão da Ação Direta de Inconstitucionalidade contra a concessão de meia entrada para os professores do município do Rio: Ainda sobre a questão da Ação Direta de Inconstitucionalidade contra a concessão de meia entrada para os professores da rede municipal do Rio, o Departamento Jurídico do Sepe protocolou na última sexta-feira (dia 13/4), após a publicação do acórdão, no dia 5 de abril, o pedido de ingresso na causa como amicus curiae (em anexo o protocolo), referente à concessão de meia entrada para os profissionais docentes da rede municipal do Rio. http://www.seperj.org.br/admin/fotos/boletim/boletim2944.pdf Veja pelos links abaixo, a manifestação do Ministério Público. http://www.seperj.org.br/admin/fotos/boletim/boletim2954.pdf A Câmara Municipal entrou dia 11/04/18 com Embargos Declaratórios (em anexo), alegando que alguns pontos restaram omissos pelo julgamento. http://www.seperj.org.br/admin/fotos/boletim/boletim2964.pdf Veja pelos links abaixo os votos dos desembargadores Claudio de Mello Tavares e Nagib Slaibi sobre a questão: http://www.seperj.org.br/admin/fotos/boletim/boletim2974.pdf http://www.seperj.org.br/admin/fotos/boletim/boletim2984.pdf Aguardaremos o julgamento aos Embargos da Câmara e a nosso pedido, para trazer o informe correspondente
0