Agende seu Atendimento Virtual pelo Departamento Jurídico do Sepe nos fones: (21) 99992-4931 (9h às 11h); (21) 97133-7101 (13h às 15h); ou pelo email: juridico@seperj.org.br – segunda a sexta feira

Ontem, terça-feira (15/05), ocorreu no Clube Lelo em Jd. Primavera, Duque de Caxias, mais uma assembleia da categoria de profissionais da educação pública do município. Ao fim da assembleia os profissionais saíram em uma caminhada até a prefeitura na espectativa de serem recebidos pelo prefeito Washington Reis-MDB, porém, mais uma vez o chefe do executivo municipal não recebeu os servidores, mas disse que marcará uma audiência.

Não é novidade que o prefeito não receba os servidores para audiência, já que desde agosto de 2017 o Sindicato Estadual dos Profissionais da Educação (SEPE/Caxias) vem buscando audiências sem alcançar sucesso. O mês de maio é o mês de data-base, período garantido em lei municipal para o discídio coletivo de trabalho onde, em tese, seria garantida a negociação bilateral de reajuste e melhoria nas condições de trabalho, mas não é o que vem ocorrendo. São diversas solicitações de audiência sem resposta o que acabou levando a categoria a uma greve na tentativa de conseguir uma audiência e o avanço nas negociações.

Desde 2016 os servidores públicos municipais de Duque de Caxias sofrem com os constantes atrasos nos salários e em 2017 vêm amargando uma perda salarial significativa com a falta de reajuste e a retirada arbitrária de direitos. Tudo isso vem causando sérios problemas não só à vida financeira dos servidores como à saúde física e psicológica.

É preciso compromisso do executivo municipal com os direitos dos servidores e da população do município e caso a greve persista serão milhares de crianças prejudicadas, pondo em risco a efetividade do ano letivo.

As reivindicações são as mais básicas possíveis, entre elas um calendário de pagamento para todos os servidores ativos e aposentados, pagamento imediato do 13° salário de 2017 para servidores ativos e aposentados, material pedagógico e uniformes para os alunos, reformas na unidades escolares, inclusão dos novos cargos (concurso 2015) ao plano de carreira da educação, entre outras.

Já está provado que educação não é despesa e sim investimento, sendo necessário apenas que o prefeito Washington Reis-MDB compreenda isso antes da próxima assembleia que ocorrerá na próxima sexta-feira (18/05).

Veja no cartaz o calendário de lutas.

Direção Colegiada – SEPE-Caxias

0

Os profissionais das escolas municipais de Caxias, em greve desde o dia 15 de maio, realizam um ato de protesto nesta quinta-feira (dia 16/5), no IPMDC, a partir das 13h, seguido de ida para a SME. A categoria exige do prefeito Washington Reis uma audiência e abertura de negociações em torno da pauta de reividicações dos profissionais da rede municipal. Na sexta-feira, dia 18 de maio, os profissionais farão uma nova assembleia, às 9h, no Clube Belém para avaliar os rumos da greve.  Acompanhe a mobilização dos profissionais da rede municipal de caxias pelo facebook do sepe Caxias:

https://www.facebook.com/sepecaxias/

0

Em greve desde o dia 15 de maio, os profissionais de educação das escolas municipais de Niterói estão realizando um protesto na manhã de hoje (dia 16/5) na porta da FME. A categoria cobra do prefeito Rodrigo Neves a abertura imediata de negociações e o atendimento das reivindicações dos professores e funcionários da educação municipal. Nesta quinta-feira (dia 17/5) haverá assembleia geral, às 8h, no Sindicato dos Bancários de Niterói (Rua Evaristo da Veiga s/n – Centro). Depois da plenária, os profissionais realizarão uma Marcha em defesa da educação municipal. Entenda os motivos da greve:

A categoria fez diferentes tipos de manifestações e várias tentativas de negociações desde 2014, sem avanços significativos no atendimento das reivindicações por parte do Governo. Rodrigo Neves não recebe a categoria desde 2013!
 
O que queremos?
Negociações reais com o prefeito Rodrigo Neves, já!
 
Pautas emergenciais que nos levam à greve:
 
1) Pagamento dos direitos do Plano de Carreira!
2) Atendimento da pauta salarial
– Reposição das perdas salariais (9,39%)
– Incorporação integral dos Adicionais Transitórios já!
– Enquadramento por titulação no estágio probatório
3) Criação de cargos e convocação de concursados para suprir a carência de Profissionais!
4) 30h para todos os Funcionários
– Mudança Merendeiras-Cozinheiras já!
5) Salários iguais e direitos iguais para Contratados, Duplas e RET's!
6) Negociações reais da pauta completa da Educação de Niterói
 
Acompanhe os passos da greve em Niterói pelo facebook do Sepe Niteroi:
0