Agende seu Atendimento Virtual pelo Departamento Jurídico do Sepe nos fones: (21) 99992-4931 (9h às 11h); (21) 97133-7101 (13h às 15h); ou pelo email: juridico@seperj.org.br – segunda a sexta feira
Inscrições abertas para o Módulo "Movimento Negro Contemporâneo", desta sexta-feira (18)
 
 

O Curso de Formação 2019 – HISTÓRIA DAS LUTAS SOCIAIS NO BRASIL está com inscrições abertas para o seu próximo módulo  O Movimento Negro Contemporâneo”, que será realizado nesta sexta-feira (11), das 19 às 22 horas. O módulo será ministrado pelo professor Marcelo Ramos.

 

As inscrições podem ser feitas pelo link do curso: https://www.eventbrite.com.br/e/curso-historia-das-lutas-sociais-no-brasil-edicao-2019-tickets-66690114929 ou diretamente pelo e-mail registro.sepe@gmail.com.

 

Também estamos com inscrições abertas para os próximos módulos:

  • 25 de outubro – “A luta pela terra desde os anos 1980 e o MST” (Coordenação Paulo Alentejano)
  • 01 de novembro – “Do novo sindicalismo ao quadro sindical atual” (Coordenação Teones França)
  • 08 de novembro – “Lutas sociais a partir de junho de 2013” (Coordenação a definir)
  • 13 de novembro – “Lutas Sociais a partir de junho de 2013” (Coordenação Rafael Vieira)

 Há cobrança diferenciada de taxas, sendo:

1) FILIADOS = R$ 5,00 (cinco reais) por módulo;

2) FILIADOS A ENTIDADES DA EDUCAÇÃO = R$ 10,00 (dez reais) por módulo;

3) NÃO FILIADOS = R$ 20,00 (vinte reais) por módulo.

Os valores serão revertidos para o SEPE e tem o intuito de fortalecer a campanha de filiação do sindicato.

Observação: Para confirmar a inscrição os interessados deverão efetuar o pagamento da Taxa de Inscrição na Tesouraria do Sepe ou via transferência/depósito bancário (BRADESCO Agência nº 3176 – Conta Corrente nº 23941-0; CNPJ:28.708.576/0001-27). Com o devido comprovante enviado pra o e-mail: registro.sepe@gmail.com. Caso não seja possível, a taxa poderá ser paga no local da atividade junto a coordenação do Curso. 

0

A Câmara Municipal de Belo Horizonte aprovou na segunda-feira 14, véspera do Dia do Professor, em primeira votação, o projeto de Lei Escola sem Partido. Foram 25 votos favoráveis, 8 contrários e nenhuma abstenção. A votação aconteceu a portas fechadas, sem a participação da população. A cidade é a primeira capital do Brasil a aprovar o tema, em mais um retrocesso para a Educação brasileira.

No entanto, o projeto ainda terá que voltar a ser discutido por três comissões, já que recebeu emendas. Os vereadores que votaram contra o projeto acreditam que somente agora a sociedade mineira "acordou" para a gravidade do problema e que, com o apoio maior da população, conseguirão barrar o PL na segunda votação.

Uma lei similar aprovada pelo estado de Alagoas encontra-se suspensa por conta de uma liminar concedida pelo Supremo Tribunal Feceral. O mérito dessa ação ainda não foi votado – leia sobre isso aqui. Ou seja, mesmo que o projeto seja aprovado pela Câmara dos Vereadores de BH, a lei certamente será alvo de ação na Justiça, pois trata-se de uma legislação inconstitucional e que atinge o direito à liberdade de cátedra contido em nossa Constituição, em seu artigo 206, que diz:

Art. 206. O ensino será ministrado com base nos seguintes princípios:

II – liberdade de aprender, ensinar, pesquisar e divulgar o pensamento, a arte e o saber;

III – pluralismo de idéias e de concepções pedagógicas, e coexistência de instituições públicas e privadas de ensino; (…).”

A Lei de Diretrizes e Bases da Educação (Lei n. 9.394/96) também garante a liberdade de cátedra:

“Art. 3º O ensino será ministrado com base nos seguintes princípios:

I – igualdade de condições para o acesso e permanência na escola;

II – liberdade de aprender, ensinar, pesquisar e divulgar a cultura, o pensamento, a arte e o saber;

III – pluralismo de idéias e de concepções pedagógicas;

IV – respeito à liberdade e apreço à tolerância; (…).”

Leia a matéria da revista Carta Capital sobre a votação em BH. 

0

Sem salários desde setembro, os professores da rede municipal de Duque de Caxias protestaram ontem, dia do Professor, contra os salários atrasados. Os professores da ativa estão com salário atrasado há um mês e os aposentados há dois, sendo que muitos inativos ainda não receberam o 13º salário de 2018. A situação se arrasta há anos, com sucessivos atrasos salariais, que deixam a categoria sem ter como planejar sua vida financeira e, muitas vezes, levando lativos e aposentados a ficar doentes, já que a prefeitura não apresenta uma solução.

Veja mais pelo link do Portal R7:

https://tinyurl.com/y2dmw5ed

0

O Sepe Belford Roxo convoca os profissionais da rede municipal para o protolaço que será realizado no dia 31/10 na porta da Semed, a partir das 11h. Veja as principais reivindicações:
 
Vamos exigir nossos direitos: Décimo terceiro/2016 da Educação e Férias dos Funcionários Administrativos, Auxílio transporte. 
 
04 Anos Sem Reajuste Salarial, Sem reposição das perdas salarias.
 
Campanha da Solidariedade – Doação de Alimentos: contribua com 01 kg de alimento, para montarmos cestas básicas e distribuir as aposentadas e pensionistas.
 
Assembleia no dia 09/11/2019, às 9h, no Sepe Belford Roxo.
0

A Secretaria de Aposentados do SEPE/RJ informa e a realização do 42º Encontro de Aposentados, que será realizado nos dias 26 e 27 de novembro de 2019.
 
Enviamos em anexo as orientações para a participação, assim como a ficha de inscrição, que deverá ser entregue, impreterivelmente até o dia 08 de novembro.
 
Podendo ser escaneada em PDF (NÃO FOTOGRAFADA) e enviada para o e-mail (secretaria@seperj.org.br), ou mesmo entregue pessoalmente na secretaria.
 
Acesse a ficha de inscrição e as instruções pelos links abaixo:
ficha de inscrição:
 
instruções (circular Sepe 006):
0