Agende seu atendimento pelo Departamento Jurídico do Sepe no fone: (21) 2195-0457 (10h às 16h).
CATEGORIA TEM NOVA ASSEMBLEIA DIA 26/07
 
Os profissionais de educação da rede estadual RJ realizaram nova votação on-line nessa quarta-feira (07) e decidiram suspender a Greve pela Vida para os professores e funcionários administrativos que entrarão em recesso a partir de 10/07, com nova assembleia on-line dia 26/07 – 36,7% dos participantes votaram de modo virtual nessa proposta.

A nova votação on-line foi necessária porque ontem, na primeira votação, havia ocorrido empate.

A seguir, o detalhamento da votação:

94 votos (36,7%): Em virtude do início do recesso escolar que se iniciará no dia 10/07, a assembleia da rede estadual do Rio de Janeiro suspende a greve em defesa da saúde e da vida para aqueles que entrarão em recesso a partir do dia 10/07/21, realizando uma nova assembleia no dia 26/07.

83 votos (32,4%): Em virtude do início do recesso escolar que se iniciará no dia 10/07, a assembleia da rede estadual do Rio de Janeiro suspende a greve em defesa da saúde e da vida para todos os profissionais da educação a partir do dia 10/07/21, realizando uma nova assembleia no dia 26/07.

67 votos (26,2%): Manutenção da greve pela vida

12 votos (4,7%): Abstenção

Na arte anexada, o percentual recebido por cada proposta.
0

Em virtude dos gravíssimos ataques feitos pelos governos de Claudio Castro e Eduardo Paes aos servidores, bem como a necessidade de mobilização das últimas semanas, a direção do Sepe RJ decidiu por adiar a assembleia geral eleitoral (on-line), marcada originalmente para o dia 9 de outubro.
 
Os esforços despendidos pela direção e categoria para barrar ambos os pacotes de maldade do governo do estado e prefeitura do Rio inviabilizaram uma melhor preparação da assembleia, que pela sua importância necessita de uma ampla participação da categoria e da difusão dos debates necessários para uma tomada de decisão coletiva sobre os rumos do sindicato.
 
Assim sendo, informamos que a nova data para a assembleia geral eleitoral será dia 23 de outubro (sábado), às 14h.
 
Informamos, também, que o prazo para o envio de propostas regimentais à direção do Sepe foi remarcado para até 17 de outubro.
 
Importante lembrar que todos aqueles filiados ao Sepe que já se inscreveram para a assembleia geral eleitoral estão garantidos para participar no dia 23 e não precisarão se inscrever novamente.
 
O link de inscrição continua o mesmo, bastando ao filiado acessar para se inscrever.

A seguir, as informações para se inscrever para a assembleia do dia 23:

A coordenação geral do Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação do Rio de Janeiro (SEPE/RJ), nos termos do estatuto da entidade, convoca os profissionais de educação filiados à entidade para assembleia geral eleitoral, que será realizada, de maneira virtual (plataforma Zoom), às 14 horas do dia 23 de outubro (sábado) de 2021.

Inscrições previstas até às 22h de 22 de outubro (sexta-feira).

Pauta: Regimento Eleitoral (visando as eleições para a direção do sindicato, nos dias 16 e 17 de março de 2022).

Leia o regimento da eleição 2018.

Leia o estatuto do Sepe.

Leia o edital de convocação da assembleia publicado no jornal Expresso.

a) As inscrições já estão abertas e podem ser realizadas até às 22h do dia 22 de outubro pelo link: https://filiados.seperj.info/ – ou clique aqui para acessar.

b) Caso não esteja ainda cadastrado o profissional será encaminhado para preencher o formulário de cadastramento (será solicitado envio de contracheque digitalizado da rede em questão);

c) No prazo de até 24 horas será informada a aprovação (ou não) de seu cadastro;

d) Após a aprovação do cadastro o profissional receberá uma mensagem de e-mail com a confirmação da inscrição e link para ativação de sua senha (confira nas Caixas de Spam ou de Promoções);

e) No dia da assembleia o profissional devidamente cadastrado e com a senha ativada receberá por e-mail links de acesso a plataforma Zoom e para votação de propostas.

0

O Sepe informa que ocorreu empate na votação on-line realizada nessa terça-feira (06) sobre a suspensão da Greve em Defesa da Vida na rede estadual de educação RJ.

Com isso, o sindicato fará nova votação e já disponibilizou outro link para que os profissionais possam votar novamente, com as mesmas questões, para que consigamos uma decisão majoritária ainda hoje (07). O link para a nova votação já está aberto e ficará disponível até às 18h desta quarta-feira (07).


ATENÇÃO: SÓ PODERÃO VOTAR NOVAMENTE OS PROFISSIONAIS QUE SE INSCREVERAM PARA PARTICIPAR DA ASSEMBLEIA ON-LINE REALIZADA ONTEM (06).

O profissional que se cadastrou para a assembleia dessa terça-feira (06), para votar novamente, tem que usar o mesmo login e senha cadastrados. Ou seja, ele não precisa se recadastrar.

Para votar novamente, acesse o seguinte link de votação: https://rj.seperj.info/av/login-para-acesso/

Ou clique aqui para acessar o site de votação.

A respeito da votação de terça-feira (06), foram esses os resultados:

83 votos (31,92%): Em virtude do início do recesso escolar que se iniciará no dia 10/07, a assembleia da rede estadual do Rio de Janeiro suspende a greve em defesa da saúde e da vida para todos os profissionais da educação a partir do dia 10/07/21, realizando uma nova assembleia no dia 26/07.

83 votos (31,92%): Em virtude do início do recesso escolar que se iniciará no dia 10/07, a assembleia da rede estadual do Rio de Janeiro suspende a greve em defesa da saúde e da vida para aqueles que entrarão em recesso a partir do dia 10/07/21, realizando uma nova assembleia no dia 26/07.

69 votos (26,54%): Manutenção da greve pela vida

25 votos 9,62% Abstenção
0

O Departamento Jurídico do Sepe entrou, no dia 06 de dezembro, com uma representação no Ministério Público Estadual para questionar a prestação de contas do auxílio tecnológico para os profissionais da educação da SEEDUC e do DEGASE, como uma “compensação” de despesas tecnológicas durante a pandemia. Para o sindicato, o auxílio, anunciado pelo governo estadual no Diário Oficial do dia 24/11/2021, não cobre as despesas que a categoria teve durante a pandemia para poder trabalhar com a educação à distância. Também consideramos que a exigência de prazos e comprovações para que o profissional possa receber o auxílio de R$ 3 mil não é adequada e dificulta o ressarcimento dos gastos dos profissionais durante a pandemia.

 

Na representação protocolada no Ministério Público, solicitamos a intervenção do órgão e argumentamos que as limitações e a necessidade de comprovações constantes na regulamentação do auxílio tecnológico pela SEEDUC, bem como do convênio celebrado para facilitação da aquisição de eletrônicos, envolvendo valores repassados pelo Fundeb, não representa uma verdadeira compensação tecnológica. Também mostramos que todos os profissionais de educação devem ser contemplados e não apenas aqueles que atuaram em sala de aula, na medida em que todos trabalharam remotamente sem qualquer auxílio pecuniário do governo estadual.

0

O Sepe participou de uma audiência de conciliação com a prefeitura do Rio de Janeiro no Tribunal de Justiça RJ nesta quarta-feira (dia 6 de outubro). A audiência de dissídio coletivo foi convocada em razão de uma ação apresentada pelo sindicato contra as retaliações do governo municipal em razão da Greve pela Vida realizada pelos profissionais da rede municipal contra a reabertura das escolas municipais durante a pandemia, especialmente os descontos nos salários e a abertura de inquéritos administrativos para apurar supostos abandonos de cargo pelos grevistas.

No acordo homologado pela Justiça, que teve a participação do presidente do Tribunal de Justiça RJ, desembargador Henrique Carlos de Andrade Figueira, foram arquivados todos os processos administrativos abertos contra os profissionais grevistas, em razão exclusiva das faltas da greve; também foi acordada a devolução dos descontos de greve, após a reposição do período não trabalhado – o Sepe já entrou em contato com a SMERJ para negociar os termos da reposição. Informamos, também, que o sindicato convocará assembleia da rede para aprovar, com a categoria, os termos da reposição a ser proposta pela Secretaria.

Com isso, a categoria obteve uma vitória contra as retaliações da prefeitura ao nosso movimento em defesa da vida dos profissionais e da comunidade escolar. 

Registramos, também, a importância do acordo, comprovando a representatividade de nosso sindicato e a força de pressão dos profissionais de educação do município do Rio de Janeiro.

O Sepe é nossa força, é nossa voz.

0