Agende seu Atendimento Virtual pelo Departamento Jurídico do Sepe nos fones: (21) 99992-4931 (9h às 11h); (21) 97133-7101 (13h às 15h); ou pelo email: juridico@seperj.org.br – segunda a sexta feira

Há dois dias o Sepe RJ recebe denúncias sobre a possibilidade de perda de origem de professores da rede municipal RJ do grupo de risco, que se encontram resguardados pelos protocolos sanitários e em tele trabalho. Esses relatos, originados das 7ª e 8ª CREs, indicam que a Resolução 250/2021 estaria sendo usada para pressionar o retorno desses trabalhadores:

Além disso, o Sepe RJ questiona a utilização de professores que retornaram ao trabalho presencial para o atendimento de turmas que não são originalmente suas. Isso se configura em assédio e em uma precarização maior do trabalho em plena pandemia.

A burocracia da prefeitura RJ que só enxerga números e não gente não pode se sobrepor aos direitos conquistados em greve e que se origina dos protocolos da pandemia.

Assim, o Sepe informa aos profissionais da educação que estamos averiguando esses fatos, pois essa denúncia, caso comprovada, se configura em uma ação condenável de pressão para o retorno presencial desses profissionais, colocando em risco a saúde e a vida daqueles que deveriam ser protegidos pela prefeitura.
 

0

O Sepe oficiou o secretário municipal de Educação RJ, Renan Ferreirinha, nesta quarta (03/03), alertando para a necessidade imperiosa da suspensão das aulas presenciais, com o consequente fechamento de todas as unidades escolares municipais do Rio de Janeiro, devido à pandemia da covid – leia um trecho do documento:

"Reforçamos nosso pedido de imediato fechamento de todas as unidades diante da potencial perigo para a saúde de alunos, responsáveis e profissionais de educação de nosso Município".

O ofício pode ser lido na foto ao lado ou baixado neste link.

0