Recepção: (21) 2195-0450. Whatsapp: (55) 2197069-2600. Agende seu atendimento pelo Departamento Jurídico: (21) 2195-0457 (10h às 16h).

AGENDA – AGOSTO E SETEMBRO 2022

DIA 24/8/2022:

Assembleia local da rede estadual

Dia 24/08/2022, às 18h

Local: R. Maravilha, 533 – Bangu


 

27/08/2022 (sábado):

ASSEMBLEIA HÍBRIDA DA REDE ESTADUAL
LOCAL: CLUBE MUNICIPAL E REDE ZOOM
ÀS 10H.

02 e 03/09/2022 (6ª feira e sábado):

Curso de Formação – Como funciona a sociedade?

Com o professor Adriano

1º dia – 18h às 22h (6ª feira)

2º dia – 9h às 19h (sábado)

Local: Rua Maravilha, 533 – Bangu

Incrição:

seperegional8@gmail.com ou telefone: 3439 4245

Para filiad@s ao Sepe/RJ

Vagas limitadas

 

Dia 12/09/2022 (2ª feira), às 18h:

Assembleia Local da Regional 8

Rede Municipal

Local: R. Maravilha, 533 – Bangu

e-mail: seperegional8@gmail.com

telefone: 3439 4245

 

14/09/2022 (4ª feira), às 18h:

Local: Rua Maravilha, 533 – Bangu

Encontro de funcionári@s da Regional 8

Reestruturação e desafios pós-pandemia

– Saúde

– Assédio moral

– Direitos e deveres funcionais

– Readaptação

e-mail: seperegional8@gmail.com

telefone: 3439 4245

 

Dia 15/09/2022 (5ª feira):

GREVE DE 24h – Rede Municipal Rio de janeiro

21/09/2022 (4ª feira), às 18h

Encontro de aposentad@s da Regional 8

Local: R. Maravilha, 533 – Bangu

– Saúde

– Informes das questões jurídicas

– Paridade

– Piso Salarial Nacional

e-mail: seperegional8@gmail.com

telefone: 3439 4245

 

28/09/2022 (4ª feira), às 18h:

Seminário de Saúde dos profissionais de Educação da Regional 8

Local: R. Maravilha, 533 – Bangu

Defesa e Promoção da Saúde

– Programa FIOCRUZ

– Oficinas de leitura (in/on)

– Vídeo/debate

– SUS

e-mail: seperegional8@gmail.com

telefone: 3439 4245

0

 
A Secretaria de Aposentados do Sepe convoca para a reunião do Coletivo de Aposentados da Capital, que será realizada de forma híbrida nesta terça-feira (dia 16 de agosto), a partir das 14h.

O encontro será realizado de forma híbrida (rede Zoom no virtual e auditório do Sepe no presencial) e terá por pauta o seguinte tema:

Conjuntura, Previdência e aposentados e aposentadas, com a participação do companheiro Ulysses Silva (Conselheiro do Previ-Rio e membro do MUDSPM) e outros.
0

Veja abaixo o que foi aprovado pela assembleia híbrida da rede estadual, realizada no dia 6 de agosto. A parte presencial foi realizada no Clube Municipal e, a virtual, pela rede Zoom. A próxima plenária será realizada no dia 27/8, às 10h, em formato híbrido (local a confirmar)

PARA POSIÇÃO POLÍTICA SOBRE O “NOVO ENSINO MÉDIO” E A AÇÃO DO SEPE/RJ:

  1. PELA REVOGAÇÃO DO NEM: Encampar a luta pela revogação da lei 13.415/2017, por entender que não podemos aceitar o aumento da precarização do trabalho docente e a exclusão completa no processo de formação dos estudantes;
  2. MOBILIZAÇÃO NACIONAL E PROPOSTA POPULAR: Construir mobilização nacional da Educação para derrubar o NEM, concomitantemente desenvolver e lutar pela implementação de uma proposta popular de educação;
  3. MOVIMENTO PNLD: o SEPE deve se fazer representar no Movimento PNLD (Plano Nacional do Livro Didático);
  4. CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO: Assembleia para a indicação de conselheiro do SEPE ao CEE;

 

SOBRE AS LINHAS POLÍTICAS E TÁTICAS PARA A CAMPANHA CONTRA O NEM:

  1. DIA D DA LUTA CONTRA O NEM: aprovar um dia de bate-papo nas escolas sobre o NEM (e suas mazelas) no dia 24/08;
  2. Urgência na confecção de materiais para as escolas e para comunidade escolar;
  3. Denunciar os impactos do NEM, os impactos diretos que os alunos e professores estão sofrendo ou sofrerão;
  4. Denúncia pública sobre a forma como a SEEDUC vem implementando o NEM;
  5. Mobilizar a Rede Estadual contra o NEM, destacando a defesa dos nossos empregos e da Educação Pública;
  6. Fortalecer o GT do SEPE/RJ para aprofundar o conhecimento sobre o NEM e seus impactos através de reuniões regulares de formação e mobilização;
  7. O GT se auto organizará para formar comissão para a produção de material de estudos, organização de material, estudos, organização do Seminário, etc., junto com a SAE e a Coordenação Geral;
  8. Elaboração e publicação de Boletim específico para a categoria;
  9. Mobilização de um abaixo-assinado;
  10. Plenária com as entidades estudantis para construir ações unificadas no dia 12/08;
  11. Produzir materiais para dialogar com a comunidade escolar;
  12. Dialogar com a CNTE sobre a necessidade de um Dia Nacional de Luta da Educação Básica pela revogação da Reforma do Ensino Médio;
  13. Campanha ligando Claudio Castro ao ataque promovido pela Reforma do Ensino Médio, com a “ideia” de que Claudio Castro reduz disciplinas do Ensino Médio, ou algo nesse sentido;
  14. Denunciar a falta de livros didáticos;
  15. Cartas com relatos de como as escolas estão vivendo a construção dos Itinerários Formativos, para serem enviadas à SEEDUC;
  16. Vídeos de um minuto com denúncias das escolas;
  17. Articular junto à ALERJ uma oposição à Reforma do Ensino Médio;
  18. Levantamento de dados:
  19. Quantas turmas o Estado está perdendo?
  20. Quantos Professores “sobrando”?
  21. Quantos Professores “fragmentados”?
  22. Quantos Professores alocados fora da sua disciplina de ingresso?
  23. Realizar um Seminário, para termos mais tempo de debater, esclarecer a categoria;
  24. Que cada escola realize reuniões com mães/pais/responsáveis explicando e mobilizando sobre o Novo Ensino Médio;

 

SOBRE A RESISTÊNCIA NO ÂMBITO DO NEM E OUTRAS POLÍTICAS PEDAGÓGICAS:

 

  1. Implementação do Centro de Línguas e Centro de Atividades Artísticas em cada escola (estratégia 3.32 aprovada no 3° COED);
  2. Pela autonomia pedagógica do professor em elaborar os currículos das disciplinas eletivas e dos Itinerários Formativos que serão ofertados na sua Unidade de Ensino
  3. Assegurar a manutenção da 2ª Língua Estrangeira;
  4. Manutenção de Espanhol na grade curricular;
  5. Assegurar que as “disciplinas tradicionais” funcionem num turno e os Itinerários Formativos no contraturno (nas escolas de turno parcial);
  6. Políticas de “redução de danos”:
  7. Novo Ensino Médio com todas as disciplinas e seus tempos originais;
  8. Alocação de professores nos “novos componentes” e Itinerários como um direito e seguindo a antiguidade;
  9. Não fechar turmas: admitir turmas “menores”;

PRÓXIMA ASSEMBLEIA DIA 27/08 (SÁBADO), ÀS 10H, EM FORMATO HÍBRIDO.

0