Agende seu Atendimento Virtual pelo Departamento Jurídico do Sepe nos fones: (21) 99992-4931 (9h às 11h); (21) 97133-7101 (13h às 15h); ou pelo email: juridico@seperj.org.br – segunda a sexta feira

Por apenas dois votos o PL 59 que taxa os servidores municipais do Rio de Janeiro foi aprovado em primeira votação pelos vereadores, no início da noite desta quarta-feira (20). O projeto foi aprovado por 28 votos (precisava de 26) contra 20. A segunda votação e a votação das emendas deverão ocorrer na próxima terça-feira – o Sepe informará em breve a orientação para a categoria.

Na votação, nas galerias, dezenas de servidores tentaram sensibilizar os vereadores. Fora da Câmara, centenas de professores e funcionários das escolas também participaram da vigília. A pressão da categoria durante todos esses dias com certeza foi fundamental para que o PL por pouco não fosse aprovado.

A categoria mostrou que está mobilizada e firme na resistência aos ataques aos nossos direitos.

O Sepe orienta a categoria a manter a mobilização nas escolas. Estamos em estado de greve não só por causa desse PL, mas também em defesa de nosso reajuste salarial, que não ocorre desde o ano passado, implementação do 1/3 de planejamento, entre outras reivindicações.

0

Os profissionais da rede municipal do Rio, que paralisaram as atividades hoje para acompanhar e protestar contra a votação dos Projetos de Leis Complementares (PLCs) do prefeito Crivella que alteram a Previdência para os aposentados municipais, criando uma taxação sobre os vencimentos, além de mexer com o Previ Rio, já se encotram na Câmara de Vereadores. No momento a fila dobra o quarteirão do Palácio Pedro Ernesto, com centenas de profissionais e servidores que entrarão para acompanhar a votação no plenário.

0

Professores do C.E.Visconde de Cairu suspendem as aulas devido a casos de violência na unidade.
 
Na manhã desta quarta-feira, dia 20 de junho, a violência no interior das escolas no Rio de Janeiro causou mais uma vítima, obrigando os profissionais de educação que trabalham no Colégio Estadual Visconde de Cairu (Méier) a suspenderem as aulas. Um professor da unidade foi agredido na biblioteca por uma pessoa estranha ao ambiente escolar. Depois de ser agredido, o docente passou mal e, como se não bastasse, duas bombas foram atiradas em sala de aula. 
Os servidores se reuniram com a direção da escola cobrando providências junto à SEEDUC, além disso, o boletim de ocorrência será registrado na delegacia da área.
 
Há anos, a escola sofre com a falta de porteiro, inspetores e demais profissionais essenciais para garantir o bom funcionamento da unidade.
0

Nesta quinta-feira, dia 21/6, às 10h, ocorrerá audiência com o prefeito de Eng.º Paulo de Frontin, Jauldo Neto. Na oportunidade serão discutidos assuntos como a criação do fundo de previdência dos servidores municipais, 1/3 de planejamento para os docentes, vale transporte, dupla função entre outros. O Sepe convoca os profissionais da rede que puderem comparecer.
0