destaque-home, Todas

PESQUISA MOSTRA AUMENTO DA AGRESSIVIDADE NAS ESCOLAS NO RETORNO PRESENCIAL

Uma pesquisa divulgada agora pela organização social Nova Escola realizada com profissionais de educação do país inteiro revelou que seis em cada dez professores avaliam que os alunos estão mais violentos desde o retorno das aulas presenciais depois de ficarem dois anos em atividades remotas por causa da pandemia. Segundo o estudo, para 97,9% dos educadores, o aumento da agressividade dos estudantes atrapalha o aprendizado. Os dados revelados agora, confirmam os relatos de profissionais das redes públicas do Rio de Janeiro ao sindicato, denunciando o aumento da violência e de casos de sequelas psicológicas, como ansiedade e depressão junto aos alunos das escolas públicas estaduais e municipais do Rio de Janeiro.

 

O levantamento da ONG Nova Escola foi realizado de forma online, com mais de cinco mil professores da educação básica, do infantil ao ensino médio das redes públicas e privadas de ensino de todas as regiões do Brasil entre os dias 8 e 22 de julho de 2022. Ainda segundo a pesquisa, 65,8% dos entrevistados responderam que os alunos estão mais violentos neste ano. 22,9% disseram que os casos de violência acontecem mais de uma vez por semana nas escolas em que trabalham. Outros 23,4% afirmam que este tipo de ocorrência aconteceu mais de uma vez por mês.

 

Outro dado da pesquisa mostrou que 97,9% dos professores também afirmaram que esse aumento da agressividade atrapalha o rendimento escolar e que 51% dos profissionais não receberam nenhum tipo de orientação das secretarias de educação ou dos órgãos reguladores do setor nos estados para lidar com este tipo de problema.