Agende seu Atendimento Virtual pelo Departamento Jurídico do Sepe nos fones: (21) 99992-4931 (9h às 11h); (21) 97133-7101 (13h às 15h); ou pelo email: juridico@seperj.org.br – segunda a sexta feira

Os professores das escolas municipais do Rio de Janeiro farão uma greve de advertência na quarta e quinta-feiras, dias 12 e 13 de setembro. A categoria se encontra em “estado de greve”, o que significa que a assembleia, que será realizada dia 13, às 9h, na Quadra da São Clemente ((Av. Presidente Vargas 3102 – Cidade Nova), discutirá a proposta de greve por tempo indeterminado.

Entre as principais reivindicações dos profissionais da educação estão: reajuste salarial de 13% (o prefeito Crivella não concedeu reajuste desde o início da sua gestão, em 2017), a volta do pagamento do salário até o 2º dia útil do mês (Crivella mudou o pagamento para o 5º útil) e a Implementação imediata do 1/3 da jornada de atividade extra-classe na rede, entre outras.

Pauta de reivindicações da categoria:

– Reajuste salarial de 13% e retorno do calendário de pagamento (até o 2º dia útil).

– Convocação imediata dos concursados.

– Respeito à paridade e integralidade de aposentadas, aposentados e pensionistas.

– Implementação imediata do 1/3 da jornada de atividade extra- classe.

– Jornada de 30 horas das funcionárias e funcionários da educação.

– Correção da escolaridade e enquadramento dos AEIs no grupo do magistério do plano de carreira como professor.

– Contra as perseguições políticas na Rede Municipal e por democracia nas escolas.

0

A Secretaria de Funcionários do Sepe convoca para a reunião extraordinária, que será realizada no dia 12 de setembro (quarta-feira), às 14h, no auditório do sindicato. 
 
Pauta única:
 
Organização do Plano de Lutas – para apresentação no seminário de direção do Sindicato, que acontecerá nos dias 13 e 14 de setembro.
 
A secretaria lembra que serão ressarcidos os valores das passagens para 03 representantes por núcleo/regional.
 
0

O Sepe convoca para a próxima terça-feira, 11 de setembro, uma reunião do CONSELHO DELIBERATIVO ESTATUTÁRIO da Rede Municipal, às 18h, no auditório do sindicato. O Sepe ressalta a importância das direções locais darem atenção aos seguintes destaques:
 
1. As regionais que não possuem Conselheiros de Base devem convocar o CONSELHO DE REPRESENTANTES ESTATUTÁRIO ESPECÍFICO para eleição desses Conselheiros. Não podemos esquecer que desse CONSELHO DELIBERATIVO participam os Representantes eleitos nas escolas com a devida ata de eleição.
 
 
2. Os CONSELHOS DE REPRESENTANTES deverão ser específicos para tirar os Representantes de sua rede (Estadual e Municipal).
 
 
3. Os Núcleos tem direito a participação de três diretores, respeitando a proporcionalidade. A escolha desses nomes deve ser feita em reunião de direção com o devido registro em ata.
 
 
4. A ata de eleição dos Representantes nas escolas juntamente com a ata da eleição do representante de base eleito no CONSELHO DE REPRESENTANTE, deverá ser entregue no dia do Conselho para o devido credenciamento.
 
 
5. A ata de direção com os nomes dos três (03) diretores eleitos com direito a voto no Conselho também deverá ser entregue no dia Conselho Deliberativo para o devido credenciamento.
 
0

Os profissionais das escolas municipais de São Gonçalo, em greve desde agosto farão uma assembleia geral na terça-feira (dia 9/9), às 9h, no Colégio Municipal Castello Branco para discutir os rumos do movimento. Os responsáveis de alunos estão se mobilizando para participar da plenária e, logo após, às 10h30m, realizar uma grande passeata em conjunto com a categoria para denunciar o descaso da prefeitura para com a educação municipal.
 
A mobilização dos pais de alunos em apoio da greve na educação municipal está sendo organizada pelos próprios responsáveis que veem na luta da categoria por melhores condições nas escolas uma causa justa. Para a passeata na terça-feira, os responsáveis levarão apitos e tampas de panela para exigir do prefeito Nanci, merenda de boa qualidade, uniformes, material escolar e manutenção das unidades escolares.
 
0