Recepção: (21) 2195-0450. Agendar atendimento no Depto. Jurídico: (21) 2195-0457 / (21) 2195-0458 (11h às 16h).

Em vídeo que está circulando nas redes sociais, a secretária estadual de Educação, Roberta Barreto, anunciou que na próxima quarta-feira, dia 24, a Seeduc irá publicar resolução com a abertura de 5 mil vagas para a migração de professores de 18h para 30h em 2024.

O Sepe irá aguardar a publicação do texto, mas já esclarecemos que o total anunciado de vagas é muito baixo, para o número de professores que estão na rede. O sindicato irá procurar a Seeduc para discutir os critérios para a migração.

Essa conquista da categoria veio com muita luta e faz parte de um conjunto de reivindicações acertadas na audiência de conciliação no TJRJ, em 2023. No entanto, o governo deveria cumprir os demais itens do acordo, como o reajuste das perdas salariais; os dois tempos para todas as disciplinas na carga horária e a realização de novos concursos públicos para suprir as carências de professores e funcionários nas escolas da rede estadual.

No dia 11, haverá assembleia da rede estadual, para discutir a campanha salarial da categoria – leia aqui para saber sobre as perdas salariais.

0

Em assembleia realizada no dia 18 de abril, os profissionais de educação da rede municipal de Valença decidiram entrar em estado de greve até o dia 30 de abril – prazo estabelecido pela Secretaria Municipal de Educação para definir questões como:

 Eleição de diretores;
 Data Base/Piso;
 Concurso Público;
 Conferência de Professor II junto ao Sepe para definição do TD;
Fim da remoção de agentes e monitores.

A categoria, que fez uma paralisação de 24 horas, também ocupou a sede da prefeitura para reivindicar uma audiência com o prefeito Fernandinho Graça (PP), mas o chefe do executivo estava ausente.


Veja o vídeo da ocupação da prefeitura de Valença pela categoria pelo link abaixo:
https://www.facebook.com/share/v/A5QEwBjrBqz9w9tC/?mibextid=qi2Omg

0

Informamos que nesta segunda-feira, dia 22 de abril, não haverá expediente na sede do Sepe Central, em virtude do ponto facultativo do feriado de São Jorge (dia 23) nas redes estadual e municipal RJ, conforme decisão da direção.   

 

Voltaremos ao atendimento normal a partir da quarta-feira, dia 24 de abril.

 

Obs: Lembrando que núcleos e regionais tem autonomia para seguir ou não esta orientação.

0

Estudo do Sepe-Dieese sobre a evolução salarial dos profissionais de educação da rede estadual do Rio de Janeiro confirma que o reajuste necessário para cobrir as perdas salariais da categoria seria de 45%.

Segundo o estudo, no período de 1º de julho de 2014 a 31 de março de 2024, a inflação medida pelo INPC-IBGE e IPCA-IBGE apresentou uma variação de, respectivamente, 73,56% e 73,54%. Os salários dos servidores da Educação, no entanto, no mesmo período, foram reajustados em apenas 19,72% (13,05% em fevereiro de 2022 e 5,9% em janeiro de 2023).

Assim, em 31 de março de 2024, os salários manteriam apenas 69,98% do poder aquisitivo de 1º de julho de 2014, segundo o INPC-IBGE.

Para que os salários em 1º de abril de 2024 retornassem ao mesmo poder de compra de 1º de julho de 2014, o reajuste necessário sobre os salários de março de 2024 seria de 44,97% pelo INPC-IBGE e de 44,95% de acordo com o IPCA-IBGE – veja o quadro.

Vamos protestar contra o ⁠pior salário da educação no Brasil e o não cumprimento do pagamento do piso nacional. No dia 11 de maio (sábado), assembleia da rede estadual em local a confirmar.

0

A rede municipal de Duque de Caxias fez paralisação nesta quarta-feira, dia 17, e assembleia, em que foi deliberada a seguinte pauta de lutas, em defesa de reajuste salarial na data-base da categoria:

25/04: Meia-paralisação por turno para discutir a data-base nas escolas;

06/05: Conselho de representantes (on-line), às 19h;

07/05: Assembleia geral da categoria, com paralisação parcial, no Clube Belém (a confirmar), às 8h.

0

O Sepe RJ vem a público expressar solidariedade dos profissionais das redes públicas do Rio de Janeiro para com os profissionais de educação da rede estadual de São Paulo em relação ao anúncio do governo Tarcísio de Freitas (Republicanos) de utilização da plataforma de inteligência artificial (IA/ChatGPT) para a produção de aulas digitais que são usadas pelos professores das escolas da rede estadual daquele estado. O anúncio foi feito em reportagem para a Folha de S. Paulo, veiculada também no portal UOL no dia 17 de abril.

Para a sindicato, o anúncio da implantação da plataforma de inteligência artificial no sistema estadual de ensino a toque de caixa e sem discussão com os educadores das escolas e a sociedade em geral é mais uma prova do autoritarismo do Executivo paulista e representa um perigo para o processo pedagógico, avançando na desprofissionalização da categoria. Pela proposta da Secretaria de Educação, o material didático, que era produzido por professores especialistas na elaboração desse tipo de conteúdo, passará a ser gerado pela IA. O papel dos professores seria de realizar ajustes para que esses conteúdos se adequem aos padrões pedagógicos.

Segundo a Folha, a produção do material do 3º bimestre de 2024 já será gerado pela ferramenta de IA. A Secretaria de Educação confirmou que planeja testar o material para atualização e aprimoramento das aulas digitais dos anos finais do ensino fundamental (do 6º ao 9º ano) e do ensino médio “para melhorar o que foi elaborado anteriormente pelos professores”.

Para o Sepe, a adoção desse modelo em São Paulo é um espelho do modelo liberal escolhido pela administração Tarcísio de Freitas na educação estadual. Não é simples acaso que Tarcísio tenha escolhido o empresário Renato Feder para assumir a pasta da Educação. Este já havia sido secretário estadual de Educação no Paraná em 2019, convidado pelo governador Ratinho Júnior (PSD), onde multiplicou o número de escolas cívico-militares e abriu edital para contratar empresas para gerir 27 escolas estaduais. Defensor da privatização do ensino público, Feder agora quer acabar com a carência contumaz de professores nas salas de aula da educação estadual paulista, colocando a inteligência artificial no lugar do professor para solucionar a crônica falta de docentes nas escolas.

No nosso entendimento, a adoção dessas novas plataformas é um caminho que ainda demanda estudo e entendimento por parte da sociedade. Não se pode permitir que as escolas se transformem em cobaias para tal tipo de experimento, que tanto prejuízo pode causar para o desenvolvimento pedagógico dos alunos. O governador, ao invés de investir na valorização da categoria, no combate à precarização e no atendimento de profissionais vítimas da violência, com a dotação de verbas para melhorar as condições de trabalho, aposta em soluções que atendem a interesses do mercado.

0

O Sepe Caxias convoca os profissionais da rede municipal para a assembleia geral, que será realizada no dia 17 de abril, às 8h, no Espaço Rústico (Estrada São Tomé 115 – Jardim Primavera, próximo à prefeitura). Neste dia, a categoria fará paralisação parcial no 1º turno e no turno intermediário para discussão da data base e campanha salarial. Após a plenária, os profissionais farão um ato público na prefeitura.

A categoria se encontra há oito anos sem reajuste salarial por causa de sucessivas políticas de arrocho implementadas desde a posse do então prefeito Washington Reis e continuadas pelos seus sucessores. Além de não reajustar os salários nem fazer a recomposição das perdas inflacionárias, a prefeitura de Duque de Caxias se recusa a dialogar com o sindicato.

 

 

 

0

Os animadores culturais das escolas da rede estadual estão realizando uma plenária híbrida desde o início da manhã de hoje (dia 16). A pauta da reunião está centrada em questões como: situação previdenciária dos animadores; mobilização e luta pela não demissão destes profissionais que, há anos, lutam pela regularização da sua situação funcional; elaboração de um calendário de lutas para o ano de 2024.

0

O Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação do Rio de Janeiro (Sepe-RJ) está convocando todos os profissionais de educação filiados ao Núcleo Municipal de Queimados (das redes municipal local e estadual) para participarem de assembleia estatutária dia 13 de maio, às 18 horas, com a seguinte pauta única:

– Escolha da Comissão Provisória que irá dirigir o referido Núcleo do Sepe Queimados, com gestão até o próximo pleito (2025), em conformidade e respeito ao artigo 36 do estatuto do Sindicato.

A assembleia será realizada na Igreja Presbiteriana Unida de Queimados, na Avenida Irmãos Guinle 1653 – Vila do Tinguá – Queimados.

Ao lado, o edital de convocação publicado no jornal Extra.

0