Todas

COMUNIDADE ESCOLAR DA E.M. PACE FAZ PROTESTO NA 3ª CRE DA SMERJ EM DEFESA DE CANDIDATA À DIREÇÃO DA ESCOLA

Sepe e comunidade escolar da Escola Municipal Pace foram à 3ª CRE exigir que a candidatura à direção da professora Joselma (segurando o documento) seja liberada

Diretores do Sepe e integrantes da Escola Municipal Pace, localizada na Zona Norte do Rio de Janeiro, realizaram protesto (foto 1) em frente à sede da 3ª Coordenadoria Regional de Educação (Leopoldina) da SMERJ, para reivindicar que a candidatura da professora Maria Joselma Brito à direção daquela escola seja imediatamente liberada. A inscrição da professora Joselma, em chapa única, foi vetada pela Secretaria por alegados problemas burocráticos. O mesmo vem acontecendo com outras candidaturas no município.

Uma comissão foi recebida pelo coordenador da CRE, que afirmou que não teria poder para reverter a situação. Foi entregue ao coordenador o abaixo assinado da comunidade escolar da EM Pace, com 182 assinaturas (foto 2), de apoio à professora Joselma Brito. O documento afirma que a eleição de Joselma para a direção da unidade escolar da rede municipal RJ é uma “prioridade, o desejo da comunidade”.

Cabe ressaltar que a escola está vazia por causa da epidemia de gripe “influenza” e pandemia do Covid, caso contrário o abaixo-assinado com certeza teria um número bem maior de assinaturas.

A professora Joselma também é diretora do Sepe, e coordena a atuação do sindicato na capital.

O sindicato vai discutir a situação da E.M. Pace e de outras escolas e não descarta a judicialização da questão.

A consulta à comunidade para a escolha das direções de escolas está ocorrendo esta semana até segunda-feira, dia 13; vêm ocorrendo muitos problemas durante o processo: excesso de atividades para certificação (inclusive a Prefeitura RJ reconheceu este problema e ampliou o prazo para entrega das atividades); ausência de tempo para a realização de campanha, o que é muito prejudicial nas unidades onde há mais de uma candidatura; por último, a burocracia do processo de inscrição, que eliminou candidatas que passaram por todo o processo de certificação.

Com isso, o Sepe defende que as Unidades Escolares sejam ocupadas por profissionais aprovadas pela comunidade escolar.

Folha de rosto do abaixo-assinado da EM Pace, da rede municipal RJ, em defesa da candidatura em chapa única da professora Joselma Brito, para a direção da escola

Author


Avatar