destaque-home, Todas

HOMENAGEM DO SEPE AO CENTENÁRIO DE DARCY RIBEIRO

O Sepe RJ vem a público homenagear a passagem do centenário de nascimento do educador, escritor e antropólogo Darcy Ribeiro, um exemplo de luta e dedicação pela educação pública e defesa das comunidades indígenas em nosso país. Darcy pautou a sua vida pela incessante busca de melhores condições para as populações menos favorecidas.

Nascido em Montes Claros, Norte de Minas Gerais, em 26 de outubro de 1922, Darcy Ribeiro se formou em Antropologia pela Escola de Sociologia e Política de São Paulo, no ano de 1946. Em seus anos iniciais de vida profissional, ele se dedicou aos estudos das populações indígenas do Centro Oeste e da Amazônia, tendo sido um dos incentivadores da criação do Parque Indígena do Xingu, em Mato Grosso, em 1961, além da Universidade de Brasília, em 1962. Darcy Ribeiro foi ministro da Educação durante o governo João Goulart, tendo que se exilar após o golpe militar de 64.


Ao voltar ao Brasil, ao final da década de 1970, Ribeiro firmou sua atuação no Rio de Janeiro, sendo eleito vice-governador, pelo PDT de Leonel Brizola, em 1982. No cargo, foi responsável pelo desenvolvimento do projeto dos Cieps (Centros Integrados de Educação Pública), carro-chefe da política educacional de Brizola no Rio Janeiro e que previa a implementação do ensino integral para os alunos do ensino fundamental. Obras como o sambódromo, a Universidade Estadual do Norte Fluminense e o monumento a Zumbi, na Praça Onze, surgiram da sua inspiração e se tornaram parte da paisagem da cidade do Rio de Janeiro.


Entre as várias funções que exerceu durante a sua vida, a que ele mais se orgulhava era a de ser um educador. Na sua lida diária, a educação pública, a proteção aos indígenas e para o meio ambiente e a defesa da democracia sempre foram uma marca registrada deste brasileiro que, à frente do seu tempo, antecipou lutas que os movimentos sociais ainda travam hoje em dia para o Brasil virar um país mais justo, democrático e igualitário, capaz de oferecer dignidade para todo o conjunto dos seus cidadãos.