Todas

NOTA DE REPÚDIO DO SEPE CONTRA AFASTAMENTO DE PROFESSORES DO EJA NA ESCOLA MUNICIPAL ALAGOAS

O Sepe se solidariza com os professores Claudia Cerqueira e Roberto Brandão, professores do EJA da Escola Municipal Alagoas. Às vésperas do Natal, os docentes foram avisados pela direção da unidade sobre o término de requisição na unidade escolar por, supostamente, “não se enquadrarem ao perfil da escola”.

 

Esta justificativa abstrata vai de encontro ao trabalho realizado pelos dois profissionais de educação. Ambos não apenas trabalham com Educação de Jovens e Adultos, como realizam pesquisas acadêmicas sobre o tema e militam para a construção de uma EJA que atenda cada vez melhor aos estudantes. Com sua experiência, Cláudia e Roberto buscaram, a todo momento, levar para o Centro de Estudos da unidade debates fundamentais para pensar a prática pedagógica da educação de jovens e adultos. Contudo, a postura participativa e por vezes contestadora, criou contradições por parte da direção, que se diz democrática.

Entendemos que o espaço escolar é o espaço dos debates, da diversidade de ideias e da construção do conhecimento, e foram justamente estes elementos que os dois professores levaram para dentro da escola. 

 

Ainda que o término de cessão seja uma prerrogativa das direções de escola, este instrumento precisa ser objetivamente justificado, caso contrário o princípio da impessoalidade no serviço público estará sendo corroído e a escola ficará sob ameaça de se tornar um espaço de propriedade dos diretores, que poderão exercer seu mandato segundo suas próprias vontades.

 

O Sepe vem acompanhando o caso de perto junto à 3ª CRE e não medirá esforços no sentido de reverter a situação.

Author


Avatar