destaque-home, Estadual, Todas

PORTAL DO GLOBO DENUNCIA QUE MAIS DE 20 MIL PROFESSORES DEIXARAM A REDE ESTADUAL NOS ÚLTIMOS SETE ANOS

O Portal do Jornal O Globo publicou, no dia 06 de fevereiro, uma matéria do repórter Nelson Lima Netto que mostra a saída de 20.612 profissionais de educação na rede estadual nos últimos sete anos. A matéria, publicada pelo Blog do jornalista Ancelmo Goes, se baseou em números disponibilizados pelo Caderno de Recursos Humanos do Estado do Rio de Janeiro, divulgado pela Secretaria de Estado de Fazenda, englobando o período de dezembro de 2014 a dezembro de 2021.

Segundo o texto, em dezembro de 2014, o estado do Rio de Janeiro encerrou o ano com 85.926 docentes e concursados vinculados aos quadros da SEEDUC. Em dezembro do ano passado, esse número caiu para 65.314 professores nos quadros da Secretaria. Ainda segundo a matéria, o total de servidores que deixaram a atividade equivale a 24% do que o estado tinha ao fim de 2014. Este número mostra que um em cada quatro professores deixou o serviço público neste período.

Os dados divulgados pela SEFAZ compreendem os motivos mais diversos: desde aposentadoria ou morte a pedidos de exoneração. A despesa com os profissionais da educação também diminuiu de acordo com a matéria do Globo. Ao final de 2014, o estado gastava R$ 215,1 milhões com servidores ativos. No final de 2021, os gastos com os salários somavam R$ 205.896 milhões, uma redução de R$ 9,2 milhões no investimento do governo estadual com a Educação.

O Sepe lembra que o período apontado pela reportagem do Portal do Globo compreende exatamente os sete anos de congelamento salarial dos servidores do estado, iniciado em 2014 pelo então governador Luiz Fernando Pezão. O brutal arrocho salarial e as péssimas condições de trabalho nas escolas da rede do estado, com certeza, foram fatores determinantes para que tão grande evasão de profissionais ocorresse, deixando milhares de alunos sem professores em sala de aula.

Author


Avatar