Recepção: (21) 2195-0450. Agendar atendimento no Jurídico: (21) 2195-0457 / 0458 (11h às 16h).
Já encontram-se abertas, desde esta sexta-feira (30), as pré-inscrições para o PROJETO DE FORMAÇÃO EM CULTURA AFRO-BRASILEIRAcom Lúcio SanFilippo e Lândia Tavares, mais uma promoção da Escola de Formação PAULO FREIRE do SEPE-RJ.
 
 
Escola de Formação PAULO FREIRE do SEPE-RJ nasce com o objetivo de se tornar um espaço de formação e discussão, se tornando uma ponte entre os educadores das redes públicas do Rio de Janeiro com as Universidades e Movimentos Sociais.
 
Serão disponibilizadas inicialmente 75 (SETENTA E CINCO) vagas.  
 
Para garantir a mais ampla participação a atividade será reproduzida em quatro locais diferentes da cidade do Rio de Janeiro, sempre das 18 às 21h. Os interessados poderão se inscrever em qualquer uma das datas disponíveis: 03/09, 10/09, 18/09 ou 25/09.
 

Será cobrada apenas uma taxa de R$ 15,00, mas somente para os profissionais de educação Não filiados ao Sepe-RJ*


Filiados ao Sepe-RJ e Estudantes/Movimentos sociais estão isentos desta taxa.

 

* Para confirmar a inscrição os interessados deverão efetuar o pagamento da Taxa de Inscrição na Tesouraria do Sepe ou via transferência/depósito bancário (BRADESCO Agência nº 3176 – Conta Corrente nº 23941-0; CNPJ:28.708.576/0001-27). Com o devido comprovante enviado pra o e-mail: [email protected]. Caso não seja possível,a taxa poderá ser paga no local da atividade junto a coordenação do Curso.

Acesse pelo link:
0

O 3º COED (Congresso Estadual de Educação) começou nessa sexta, dia 30, e vai até domingo (01/09), no Rio de Janeiro, com a presença de militantes do Sepe (foto), eleitos delegadas e delegados ao Congresso para discutir e elaborar políticas para o Plano Estadual de Educação. Mais de 400 delegados estão presentes na abertura do evento, onde o Sepe vai levar as propostas da categoria discutidas em assembleias e diversos fóruns, tendo como principal objetivo a defesa da educação pública de qualidade e melhores condições salariais e de trabalho para os profissionais de educação.

Neste link, você poderá acessar o vídeo com a saudação da militância, lembrando o educador Paulo Freire.

0

O III Congresso Estadual de Educação do Rio de Janeiro (Coed) ocorre nessa sexta e sábado (30 de agosto e 1 de setembro, no Hotel Windsor (Centro). O encontro tem por objetivo discutir e elaborar o Plano Estadual de Educação. O Sepe irá participar, levando as propostas da categoria debatidas e aprovadas em assembleia e nos fóruns diversos do sindicato. Vamos denunciar a destruição da educação pública em nosso estado e apresentar contrapropostas de educação pública que queremos: de qualidade em todos os níveis.

Vamos denunciar os projetos que os governos federal e estaduais querem implementar: a BNCC na Educação Infantil e Ensino Fundamental, assim como a reforma do Ensino Médio.

O governo do Rio e várias prefeituras também querem legalizar e institucionalizar políticas como desmonte dos planos de carreira e retirada de direitos, fechamento de escolas, expansão precarizada da Educação Infantil, avaliações externas, controle do trabalho dos educadores, meritocracia, entre outros ataques.

Por isso pedimos a todos os delegados e delegadas que compareçam e procurem o Sepe – lembrando que a rede estadual está em campanha salarial por reajuste e cumprimento do piso nacional do magistério e piso salarial regional para o funcionário administrativo, com greve de advertência de 24 horas dia 19 de setembro.

No COED também vamos lembrar Paulo Freire – educar é um ato político: em defesa da educação pública e de qualidade.

0

O SEPE-RJ informa que foi prorrogado o prazo para recolhimento dos documentos do processo nova escola para, impreterivelmente, dia 06 de setembro de 2019.

Informa ainda que a prorrogação do prazo de atendimento à categoria é extensivo a todos os núcleos e regionais.

Trata-se do processo ganho pelo Sepe-RJ para o pagamento da Gratificação "NOVA ESCOLA" aos profissionais de educação estaduais que estiveram em atividade no ano de 2002 e não receberam a gratificação em 2003.

O QUE DEVE SER FEITO PARA PARTICIPAR DA AÇÃO DO SEPE?

– Dirija-se à Sede Central, ao Núcleo ou Regional com os seguintes documentos: comprovante de filiação ao Sepe-RJ (contracheque atual ou por outro meio) e contracheque comprobatório do exercício em 2002, preenchendo o formulário e anexando ao mesmo a documentação exigida.

Leia aqui os endereços de núcleos e regionais do Sepe.

0

O  Sepe comunica aos alunos inscritos no Curso de História das Lutas Sociais no Brasil que, por motivo de força maior, o Módulo IV "Revoltas rurais na 1ª República: Canudos e Contestado", terá de ser realizado neste sábado (dia 31 de agosto), das 09h às 13 horas, na Sala de Aula Paulo Romão, localizada  na Sede do Sepe-RJ (Rua Evaristo da Veiga, 55 – 7º andar, Cinelândia/Centro). O curso será ministrado pelo professor Tarcísio Motta.
 
Observação: quem já efetuou o pagamento poderá usá-lo para um futuro módulo ou solicitar o devido ressarcimento do valor pago.
0

Com os graves ataques à democracia e o recrudescimento do discurso autoritário desde a chegada do presidente Jair Bolsonaro ao poder, a sociedade brasileira tem assistido a uma série de ataques, verbais ou não, aos direitos civis e humanos em nosso país. O presidente, que tem atacado sisteameticamente as políticas públicas de memoória, verdade e reparação construídas pelo Estado brasileiroa aos longos das décadas subsequentes ao período da ditadura militar, agora, alterou a composição da Comissão de Anistia e os critérios para a reparação, desfigurou a Comissão Especial sobre Mortos e Desaparecidos durante a ditadura e vem desqualificando os trbalhoas da Comissão Nacinal da 
Verdade, tudo com o ojbetivo de defesa dos crimes praticados no período. Não é por acaso que assistimos ao aumento da violência nos mais diferentes níveis em todo o país e o aumento dos ataques contra o direito das minorias e contra instituições públicas e privadas que atuam na defesa dos direitos da população.

Por conta destes fatores, a OAB RJ, ex-membros da Comissão da Verdade, juristas e entidades e organizações dos direitos humanos convocam para um ato público, denominado Ditadura Nunca Mais, que será realizado no dia 03 de setembro (terça-feira), na ABI (Rua Araújo Porto Alegre 71 – 9 andar), as partir das 17h.

0

O site do Jornal O Dia publicou ontem (dia 27), que durante uma audiência pública de uma comissão da Câmara de Vereadores, realizada no dia 26/8, no auditório da Universidade Castelo Branco, em Realengo, foi revelado que existem 321 merendeiras desviadas de função na área da 8ª CRE. Os números foram registrados em unidades de Realengo e redondezas durante audiência pública.

Na reunião, os profissionais e integrantes da 8ª Coordenadoria Regional de Educação (CRE), que abrange 12 bairros denunciaram a falta de segurança nas escolas e a sobrecarga de trabalho como as causas do adoecimento destas profissionais e seu consequente desvio de função. A audiência foi presidida pelo vereador Célio Lupparelli (DEM) e teve a participação do vereador Tarcísio Motta (PSOL), que participam da Comissão de Educação da Câmara de Vereadores.
 
Há muitos anos, o Sepe vem denunciando esta situação das merendeiras que, por causa da falta de concursos públicos e da terceirização, acabam tendo aumentada a sua carga de trabalho. O problema faz com que elas adquiram uma série de doenças do trabalho e tenham que ser desviadas de função. A prefeitura, ciente do problema, não faz nada para melhorar as condições de trabalho destas profissionais, nem promove um concurso público para contratação de mais merendeiras para suprir a demanda nas escolas da rede. 
Veja matéria do Dia pelo link;
https://tinyurl.com/yxzbatgh
0