Agende seu Atendimento Virtual pelo Departamento Jurídico do Sepe nos fones: (21) 99992-4931 (9h às 11h); (21) 97133-7101 (13h às 15h); ou pelo email: juridico@seperj.org.br – segunda a sexta feira
Os deputados federal Daniel Silveira (PSL) e estadual Rodrigo Amorim (PSL) causaram tumulto hoje pela manhã, ao chegar ao campus de São Cristóvão do Colégio Pedro II. Os parlamentares não avisaram ou solicitaram previamente à reitoria uma autorização para a vista e o reitor da unidade chamou a Polícia Federal, já que os dois não tinham autorização para entrar no local. Os deputados fizeram diversas fotografias, inclusive de coisas que eles "considerararam ter conotação política". O reitor afirmou que fará uma representação nos conselhos de ética do Congresso e da ALERJ, já que os dois fizeram imagens sem autorização no local, com a presença de crianças, o que é proibido pelo Estatuto da Criança e do Adolescente.
 
Silveira e Amorim são os mesmos que, ao lado do então candidato Wilson Witzel, quebraram uma placa de homenagem à vereadora Marielle Franco – morta em março de 2018 – durante um ato da campanha eleitoral campanha na cidade de Petrópolis, no ano passado. Segundo o Portal de Notícias G1, os alunos do Pedro II reagiram e os deputados deixaram o local sob vaias e coros dos estudantes. A invasão também foi registrada pelo telejornal RJ  TV1.
 
Registramos asqui todo o repúdio contra esta verdadeira invasão de um espaço público por dois parlamentares ligados ao governo Bolsonaro e que defendem projetos como o "Escola sem Partido" e o fim da liberdade de cátedra e do pensamento plural nos espaços educacionais. Trata-se de uma clara tentativa de intimidação e criminalização da educação pública, uma das muitas produzidas pelo governo Bolsonaro que já cortou bilhões em verbas da educação desde o início da sua gestão.
0