Agende seu Atendimento Virtual pelo Departamento Jurídico do Sepe nos fones: (21) 99992-4931 (9h às 11h); (21) 97133-7101 (13h às 15h); ou pelo email: juridico@seperj.org.br – segunda a sexta feira
O Sepe se solidariza com os aproximadamente 300 trabalhadores do Departamento Geral de Ações Socioeducativas do Rio de Janeiro (Degase) que foram desligados dos quadros do órgão e perderam seus empregos. Não são apenas agentes de segurança socioeducativos mas, também, técnicos da área pedagógica e administrativa.
 
Somos contrários e repudiamos a precarização das condições de trabalho, nas quais o sistema se encontra submetidoi há anos, assim como condenamos veementemente a decisão judicial que desliga centenas de trabalhadores do sistema. Esta situação pode causar uma implosão no Degase, compromete o atendimento dos adolescentes nos quesitos de alimentação, estudo, fiscalização, acompanhamentos, visitas, audiências etc. A ausência dos trabalhadores expõe um estado latente de violência e desrespeito aos direitos humanos no Degase da capital, que se desdobra para unidades do interior. 
 
O governador Witzel é responsável pelo Degase e precisa urgentemente tomar providências que, necessariamente passam pela recontratação destes profissionais e o estabelecimento do concurso público imediatamente!
0