Agende seu Atendimento Virtual pelo Departamento Jurídico do Sepe nos fones: (21) 99992-4931 (9h às 11h); (21) 97133-7101 (13h às 15h); ou pelo email: juridico@seperj.org.br – segunda a sexta feira

Diante de diversos elementos gravíssimos, tais como:

1) o agravamento da pandemia do novo coronavírus no estado do Rio de Janeiro, levando ao adoecimento da comunidade escolar por Covid-19; levando a casos de falecimento, como o do diretor do Ciep Federico Fellini, professor Rodrigo Camargo; e a importância que deve ser dada pelos governos para a quarentena e para a garantia à categoria da alimentação, a saúde física e mental de toda a comunidade escolar;

2) a total falta de regulamentação, treinamento em condições apropriadas e montagem em plena pandemia e quarentena de uma plataforma online que não existia até então;

3) a total falta de discussão sobre reorganização do trabalho educativo, que requer amplo e democrático debate com os mais diversos atores sociais, tais como sindicatos, responsáveis de alunos, profissionais da educação, e que não pode se restringir à burocracia da SEEDUC;

4) a falta de respeito e acolhimento aos estudantes e profissionais da educação, desconsiderando a situação de alto sofrimento e estresse psíquico derivados do temor da doença e das medidas de confinamento;

5) a possibilidade aventada de estudantes e profissionais irem às escolas, rompendo com o isolamento social adotado pelo próprio governo estadual;

6) a escandalosa falta de cuidado com a própria vida da população por parte da SEEDUC.

A direção do SEPE considera inviável a continuidade do calendário letivo nestas condições. Por isso, o SEPE defende a suspensão imediata do calendário letivo durante o período de isolamento. Em uma Recomendação oficial, o Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro também foi contrário à EAD apresentada pela SEEDUC, reforçando as nossas preocupações.

Com isso, o SEPE/RJ orienta a categoria que não faça qualquer login na plataforma “Google classroom”. O sindicato envidará esforços para que não haja nenhuma forma de pressão, assédio e punição durante ou após a pandemia/quarentena – estamos alertas, orientando a categoria a cada movimentação da SEEDUC.

Direção do Sepe

0