Agende seu Atendimento Virtual pelo Departamento Jurídico do Sepe nos fones: (21) 99992-4931 (9h às 11h); (21) 97133-7101 (13h às 15h); ou pelo email: juridico@seperj.org.br – segunda a sexta feira

O presidente Jair Bolsonaro entregou, na manhã de hoje (dia 20/2), a proposta da equipe econômica do seu governo de reforma da Previdência. A reforma proposta por Bolsonaro vai afetar a vida de milhões de trabalhadores brasileiros, com propostas que satisfazem os neoliberais, tais como aumento da idade mínima, fim das aposentadorias especiais para professores e outras categorias, fim da aposentadoria por tempo de contribuição e aumento de alíquotas para servidores públicos. Segundo o portal do Jornal Estado de São Paulo, os trabalhadores que ganham acima de um salário mínimo terão que contibuir por, pelo menos, 40 anos para ter direito a 100% do salário de contribuição (cujo teto hoje é de cerca de R$ 5,8 mil). 

A proposta da equipe econômica comandada pelo ministro Paulo Guedes prevê o aumento e criação de alíquotas para os servidores públicos por faixa salarial. Mas o governo deixou de fora da proposta de reforma os militares que, desde o início do ano vem fazendo pressão pela não inclusão na reforma.

O Sepe já definiu que os profissionais de educação irão participar de todos os movimentos contra as reformas e as medidas dos governo que atacam os direitos dos trabalhadores. Por isso, é importante a participação daqueles que puderem do ato no Largo da Carioca, organizado pelas Centrais Sindicais e que será realizado nesta quarta-feira (dia 20/2), a partir das 15h.

0