Agende seu Atendimento Virtual pelo Departamento Jurídico do Sepe nos fones: (21) 99992-4931 (9h às 11h); (21) 97133-7101 (13h às 15h); ou pelo email: juridico@seperj.org.br – segunda a sexta feira
Moção de apoio à professora Camila Marques e em repúdio ao reitor do IFAL/GO (Instituto Federal
de Águas de Lindóia/Goiás), aprovada na assembleia de 9/11 da rede municipal do Rio:
 
O Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação do Rio de Janeiro (Sepe-RJ) se solidariza com a
professora Camila Marques – docente do IFAL/GO – e se coloca em seu apoio contra a perseguição política
perpetrada pelo reitor Jerônimo Rodrigues, através de um Processo Administrativo Disciplinar. Tal processo
tem origem a partir do seu posicionamento contrário à detenção de estudantes adolescentes, retirados do
Campus do Instituto Federal pela Polícia Militar e encaminhados para a delegacia distrital, a partir de uma
denúncia anônima. Por tal posicionamento, Camila Marques também foi detida e encaminhada a mesma
D. P.
 
A direção do Instituto ao invés de defender os estudantes, move um processo contra a conduta da
professora que defendeu os estudantes.
 
Repudiamos a direção do Instituto, que ao invés de denunciar a ação absurda da Polícia Militar, move
processo contra a trabalhadora que também faz parte da direção do Sindicato Nacional dos Servidores
Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica (SINASEFE), ou seja, o processo administrativo é
mais um exemplo escancarado de perseguição feita por aqueles que defendem a política do governo
Bolsonaro, que quer transformar a escola em espaços servis ao capital, e para tentar impor seu projeto de
mercantilizar a educação persegue as/os trabalhadores(as) e suas organizações.
 
A resposta a mais esta perseguição é a continuidade da nossa luta contra os ataques dos governos
que querem acabar com o serviço público e aprofundar as reformas que atingem o conjunto da classe
trabalhadora.
0