destaque-home, Municipal, Todas

GREVE DA EDUCAÇÃO DE SÃO GONÇALO ARRANCOU REAJUSTE DE 21,79% – CATEGORIA DECIDE PELAS DEMAIS PAUTAS

Os profissionais de educação da rede pública municipal de São Gonçalo decidiram, em assembleia realizada nesta segunda-feira (12), pela manutenção da greve, iniciada dia 5/09. Com a presença de cerca de 350 profissionais, a decisão pela continuação da greve teve o voto da quase totalidade dos presentes (apenas seis abstenções).

A greve da educação e a vitória do Sepe no Tribunal de Justiça, que declarou a greve legal, já arrancaram o reajuste de 21,79% para todo o funcionalismo público municipal, anunciado pelo prefeito semana passada. Além do reajuste salarial, a educação reivindica o cumprimento do TAC (Termo de Ajustamento de Condutas) com a prefeitura, que prevê o pagamento do piso salarial nacional, e a volta do Plano de Carreira da categoria, que foi ilegalmente retirado pela prefeitura ano passado. O Sepe SG estima que quase 70% da categoria estejam participando do movimento grevista.

Com isso, nesta terça-feira, dia 13, o Sepe São Gonçalo terá audiência com o Ministério Público Estadual (MP), às 11h, quando cobrará o cumprimento do TAC e demais itens da pauta. O Sepe SG convoca à categoria a realizar uma vigília, em frente ao MP, a partir de 10h30, em acompanhamento à audiência – o MP fica ao lado do Fórum novo.

Também nesta terça, às 16h, o Sepe SG convoca os profissionais a acompanharem a votação na Câmara dos Vereadores da mensagem do prefeito que reajusta os salários de todos os funcionários municipais em 21,79%.

Na quinta-feira, dia 15, às 14h, o sindicato chama a categoria a participar da assembleia para discutir os próximos passos da luta, tendo em vista a reunião com o MP e a votação na Câmara Municipal – a assembleia será no C.M. Castelo Branco.