Agende seu Atendimento Virtual pelo Departamento Jurídico do Sepe nos fones: (21) 99992-4931 (9h às 11h); (21) 97133-7101 (13h às 15h); ou pelo email: juridico@seperj.org.br – segunda a sexta feira

Os responsáveis por alunos da rede estadual, que estão tentando matricular seus filhos em escolas localizadas nas proximidades das suas residências como determina a lei, estão encontrando dificuldades para encontrar vagas. Ontem,  (dia 7/1), o telejornal RJ TV 1 (TV Globo) veiculou matéria que denuncia o problema e mostra a peregrinação dos responsáveis pelas escolas e Metropolitanas da SEEDUC em busca de solução para o problema.

Todos os anos, este tipo de problema se repete, mesmo com as críticas de responsáveis e profissionais de educação contra a falta de uma política do governo estadual de construção de novas escolas e abertura de turmas para acolher o número de alunos que demandam por matrículas em escolas localizadas em áreas mais próximas das suas residências, como determina a lei. Segundo o RJ TV, na hora de realizar a pré-matrícula os candidatos devem apontar três escolas da sua preferência. Mas neste ano, mais de 50 mil alunos não conseguiram vaga em nenhuma das opções; somente em escolas localizadas em regiões distantes dos seus domicílios.

A matéria também ouviu a Comissão de Educação da Alerj, e o deputado Flávio Serafini (PSOL), presidente da Comissão explicou que a SEEDUC tem que garantir escola para os alunos. Segundo ele, 70% dos adolescentes que são assassinados tem em comum o fato de estarem afastados da escola. O secretário de Educação, Pedro Fernandes, também foi entrevistado e admitiu que algumas turmas só retomarão as aulas em março e as vagas deverão começar a aparecer no sistema só na segunda fase da matrícula. 

Veja a reportagem completa pelo link abaixo:

https://tinyurl.com/yztr582k

0