destaque-home, Estadual, Municipal, Todas

QUINTA (28): REDE ESTADUAL FARÁ GREVE DE 24H EM DEFESA DA EDUCAÇÃO – VEJA OS MUNICÍPIOS QUE VÃO PARAR

Nesta quinta-feira (28/04), a educação estadual RJ e as redes municipais de ensino de Duque de Caxias, Niterói, São Gonçalo e Volta Redonda farão greve de 24 horas e participarão do Dia Nacional em Defesa da Educação Pública e dos Trabalhadores, convocado em todo o País pelos fóruns de servidores públicos, incluindo o FOSPERJ, CNTE, entre outras várias entidades. 

No dia 28/04, haverá ato unificado às 16h, com aula pública no Largo de São Francisco, em frente ao IFCS, Centro da capital RJ, e caminhada até o “Alerjão”.


A rede municipal RJ não irá paralisar as atividades, mas está convocando a categoria para participar do ato; outras redes em todo o estado deverão fazer atos locais, como a de Campos dos Goytacazes – a categoria deverá ficar atenta às convocações dos núcleos do Sepe, nas redes sociais.

A rede estadual está em campanha pela recomposição salarial e reivindica que o Piso Nacional do Magistério seja a referência para os salários dos professores(as) e o piso regional RJ seja a referência salarial para o funcionário administrativo. A categoria também reivindica:

– Plano de Carreira para todos os profissionais da educação, com o pagamento dos triênios – acabamos de ter uma vitória, com o descongelamento dos triênios, mas a luta continua pelo pagamento dos valores ainda devidos, os retroativos completos; leia mais sobre isso. 

– Aplicação do 1/3 extraclasse;

– Migração o magistério para as 40h semanais;

– Pagamento do processo Nova Escola;

– Suspensão da Reforma do Ensino Médio e do programa de transformação de escolas estaduais e da Faetec em unidades cívico-militares;

– Fim dos processos contra os grevistas.

Os profissionais de educação estão em campanha unificada com os demais servidores do estado, reunidos em torno do Fosperj, na luta pela recomposição de todas as perdas salariais que o servidor do Estado teve desde 2014 a 2020 e que ainda não foram repostas.

Em nível nacional, o Dia Nacional de Mobilização em defesa da Educação e dos(as) Trabalhadores(as) luta por um projeto de educação que garanta uma Nação Soberana, com a denúncia contra os desvios de recursos que vêm ocorrendo nesse governo Bolsonaro. Por isso, exigimos a CPI do MEC, já. Lembrando que este governo já deixou de investir em saúde e educação mais de R$ 1 trilhão em investimentos.

O Sepe convoca a categoria a ir para as ruas exigir investimento para uma educação soberana. Os atos locais, em todo o país, acontecerão pela manhã e início da tarde para se juntarem ao ato unificado às 16h.

Author


Avatar